-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Intercâmbio nos Estado Unidos

Intercâmbio nos Estado Unidos. Clique Aqui.

:: Últimas matérias desta coluna
Os livreiros e o surgimento do romance - a realidade na distribuição das obras literárias do século 18 ( 01/12/2012 - Antonio Carlos )

Para dar um cunho realista ao romance, os escritores lançaram mão de vários recursos como: o nome, que individualizava por demais os seus personagens; o tempo e espaço, que localizava estes personagens na mente do leitor; e o estilo de linguagem, cen

 
Reflexões acerca das contribuições de Malinowski para a pesquisa de campo em Ciências Humanas ( 14/11/2012 - Antonio Carlos )

Malinowski apresenta um pouco das inquietações que giram em torno da confiabilidade dos resultados das pesquisas de campo na área das humanidades e seu estatuto científico.

 
Imagens do Brasil em O Guarani ( 03/11/2012 - Antonio Carlos )

O Guarani de José de Alencar é um romance onde a figura do índio aparece como um substituto de todos os heróis medievais que tivemos.

 
À Semana Drummondiana ( 27/10/2012 - Mauro Moura )

Mesmo a contragosto, mantenho por ela o meu gosto.

 
A loucura em “O Alienista”, conto de Machado de Assis ( 15/10/2012 - Luisa Lessa )

Em O alienista talvez seja legítimo descobrir um tratamento inédito e quase profético da questão da loucura, já que as ligações entre poder, ciência e loucura só virão a ser debatidas explicitamente na década de 1960.

 
As palavras movimentam a vida ( 15/10/2012 - Luisa Lessa )

As palavras são criadas de forma consciente para dar nome às coisas. Assim, não há palavras sem “coisas”, embora possa haver “coisas” sem palavras, como bem sustenta o movimento Wört und Sachen (Palavra e coisa).

 
Procedimentos teóricos e científicos para o estudo linguístico de línguas indígenas ( 15/10/2012 - Antonio Carlos )

Reflexão dividida em três partes: a primeira diz respeito ao desenvolvimento da linguística e os linguistas, enquanto profissionais; a segunda é a relação entre linguistas e as línguas indígenas; e a última reflexão recai sobre o tipo de relação entr

 
O casamento e a família no Japão do início do Séc. XX ( 05/10/2012 - Roberto Bastos )

Narrativa histórica de um Cônsul Geral português, no início do Séc. XX, no Japão e suas observações sobre a sociedade daquela época.

 
A influência espanhola no vocabulário português ( 03/10/2012 - Luisa Lessa )

Herdamos palavras latinas, gregas, germânicas, celtas, árabes, francesas, inglesas, africanas, indígenas etc. Hoje, comentamos a contribuição espanhola ao léxico da língua portuguesa.

 
Tempo e costumes mudam as palavras da língua ( 17/09/2012 - Luisa Lessa )

Dar nome às coisas é prática tão antiga quanto à existência da vida humana sobre a Terra. Os nomes são espelhos da história, das épocas, da evolução sociopolítico da humanidade.

 
Estilística - segunda abordagem ( 15/09/2012 - Antonio Carlos )

Na primeira abordagem de Estilística vimos que ela estuda os processos de manipulação da linguagem que permitem a quem fala ou escreve sugerir conteúdos emotivos e intuitivos por meio das palavras no que se refere ao uso da língua. Nesta segunda abor

 
Estilística - primeira abordagem ( 25/08/2012 - Antonio Carlos )

O termo Estilística do alemão Stilistik e francês stylistique refere-se à área dos estudos linguísticos que verifica as variações da língua e sua utilização, principalmente no que diz respeito ao uso estético da linguagem e as suas diferentes aplicaç

 
O Iluminismo ( 24/08/2012 - Roberto Bastos )

O Iluminismo marcou profundamente o Séc. XVIII – “Século das Luzes” -, neste artigo faz-se uma analise profunda em que se questiona este movimento. O Iluminismo em uma nova perspectiva histórica.

 
Helena Petrovna Blavatsky: A mulher mais sabia do Séc. XIX. ( 13/08/2012 - Roberto Bastos )

Uma resumida biografia de uma das mais polêmicas mulheres do Séc. XIX, porém carismática e sábia. Helena Petrovna Blavatsky, que fundou a Sociedade Teosófica e viveu intensamente, mudando paradigmas na sociedade ocidental.

 
Ideologia e Utopia em Galo Cantou na Baía de Manuel Lopes ( 31/07/2012 - Antonio Carlos )

Esse é um dos inúmeros contos de Manuel Lopes de destaque na literatura cabo-verdiana de língua portuguesa que marca o nascimento da moderna prosa narrativa de Cabo Verde.

 
O coro cômico na comédia de Aristófanes análise da participação dos cidadãos gregos na peça Os Acarnenses ( 28/07/2012 - Antonio Carlos )

Os acarnenses, de Aristófanes, é a mais antiga comédia do teatro grego conhecida e chegou até nós na íntegra.

 
Levantamento onomástico ( ou de antropônimos ) do Antigo Testamento ( 21/07/2012 - Antonio Carlos )

Muitas pessoas gostam dar nomes com significados a seus filhos, essa prática vem desde muitos povos antigos. Na bíblia encontramos uma infinidade de nomes, e muitas pessoas escolhem o livro sagrado para encontrar o nome ideal de seu filho.

 
Todo (o) sentimento em todo (o) tempo ( 15/07/2012 - Marcelo Caetano )

Análise da poesia "Todo o sentimento", de Chico Buarque e Cristóvão Bastos.

 
As flores e os espinhos no envelhecer... ( 01/07/2012 - Abilio Machado )

Numa palavra, o livro considera o caminho pessoal do ancião com suas belezas e riscos, oferecendo sugestões de valorização da sua subjetividade. Analisa o processo existencial do envelhecimento no seu dinamismo, salientando os fatores que o inibem...

 
Resenha de Mulheres do sec.XX e do filme Clube da Feliz Idade. ( acadêmico) ( 29/06/2012 - Abilio Machado )

a cada dia surgem belos textos e belas obras, nos trazem histórias sendo algumas tristes, outras carregando esperanças, outras nos apresentam a realidade. Este o caso destes dois trabalhos agregados o filme Clube da Feliz Idade e a sua representação

 
Para que servem os livros? ( 08/06/2012 - Roberto Bastos )

“Livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são os homens. Livros mudam os Homens” – frase atribuída a Mario Quintana, possível autoria de Caio Graco, estadista romano (Séc. II a.C. ou Séc. II A.E.c.). Literatura

 
A História da língua portuguesa se confunde com a história de seus falantes ( 28/05/2012 - Luisa Lessa )

Tudo tem a sua história. A língua portuguesa não é diferente. Toda língua tem uma história que se confunde com a de seus falantes, ou seja, o seu povo. As palavras, também, têm história, posto que elas nascem, evoluem, transformam-se e muitas vezes d

 
Herança africana no português do Brasil ( 26/05/2012 - Luisa Lessa )

Durante trezentos anos o Brasil recebeu milhares e milhares de africanos, aqui trazidos como escravos para o trabalho rural ou da mineração. Vieram negros de praticamente toda a África, mas deles destacam-se dois grandes grupos: o guineano-sudanês e

 
Para que serve a História e a quem ela serve? ( 25/05/2012 - Roberto Bastos )

“Professor!!! Para que me serva a História?” – Pergunta de um aluno do segundo segmento do Ensino Fundamental.

 
Capitalismo Dependente e Transição ao Socialismo no Brasil ( 12/05/2012 - Diego Grossi )

A crise do sistema capitalista tem colocado na ordem do dia a questão da transição ao socialismo.

 
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 Próxima
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo