-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em História e Literatura
 
Mauro Moura

[ Mauro Moura ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Produtor Cultural

 

Curadoria

“A minha terra é tão bela
A minha terra é tão rica
Rica e com tanta pobreza
Rica e com tanta mentiraAngola (Itabira) não é de meia dúzia...”
                                                                  Waldemar Bastos – Angola 

No meio artístico existe a figura do Curador, aquele que toma conta dos detalhes para exposições artísticas, festivais musicais, o que cuida dos mínimos detalhes. 

Neste meio também existe a figura da bicona, aquela que tenta ser sem nunca ter sido e por conta disto aqui em Itabira somos obrigados a ficar apreciando o pouco apreciável com exposições artísticas más resolvidas e de baixa qualidade.  

A última foi a exposição sobre a memória do carnaval itabirano, que por falta da boa Curadoria, os visitantes tiveram de apreciá-la sem saber que alguns dos objetos e detalhes alí expostos não são daqui e tiveram de ser importados de outra localidade exatamente por falta do esmero e cuidados por parte da curadora da exposição para simplesmente tamparem os buracos que provavelmente apareceriam. Não se esquecendo que esta não é a primeira exposição mal apresentada e muito menos será a última aos cuidados da pseudocuradora. 

Infelizmente em todas as áreas de trabalho acontece do mesmo modo, com aqueles que efetivamente são profissionais e aqueles que estão alí a passar o tempo, aproveitar da influência política para a manutenção do cargo e não se importando se realmente são ou estão preparados para realizarem um bom trabalho; principalmente em se tratando de cargos públicos, aqueles mesmos que são criados para atenderem o público, a comunidade, e infelizmente são considerados como cargos de um partido ou de um determinado político.  

Com tanta história para contar, detalhes a serem relembrados de uma época em que havia a participação da comunidade e sem o também importado axé e termos de aturar esse tipo de situação e, ao bem da verdade, esta cidade merece mesmo isto, pois poucos são os que dizem contra este tipo de situação e por isto mesmo são achincalhados como se fossem os errados, os chatos, os enjoados. Mas, os espaços continuam sendo públicos, os cargos continuam sendo públicos e etc.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Ariano e sua eterna luta contra moinhos que não são de ventos. ( História e Literatura - José Flôr )

:: História das mentalidades: O Esperanto. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Coração da Mata ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: O redescobrimento do Heliocentrismo e da esfericidade da Terra. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Considerações literárias: diários, semanários e mensários...qual é a melhor escolha? ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Quinze de novembro de 1889 – O golpe da República e a interrupção do processo civilizatório. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A arte de viver só ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A desesperança em Wander Piroli ( História e Literatura - Lecy Pereira )

:: O mito da palavra Saudade ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A Cultura do hedonismo e o Vale+ Cultura ( História e Literatura - Mauro Moura )

:: Profissionais da História ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A riqueza dos hipônimos e dos hiperônimos ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A Fábrica de Robôs ( História e Literatura - Lecy Pereira )

:: Da Família Imperial aos funcionários públicos: a destruição das imagens na História. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A simbologia da Páscoa ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: As línguas indígenas amazônicas: salvá-las ou deixá-las morrer? ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Mitologia e História: E os heróis míticos. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Pequeno Inventário das Línguas Africanas ( História e Literatura - Antonio Carlos )

:: As palavras comandam a vida ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Rumo ao Colaborativo ( História e Literatura - Lecy Pereira )