-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Meio Ambiente
 
Lecy Pereira

[ Lecy Pereira ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Performer, agitador cultural, auxiliar de biblioteca e escriba nas horas vagas...

 

Extinção em massa

A  revista científica Nature ( www.nature.com) afirma em artigo recente que o planeta Terra pode estar vivendo um  período de extinção em massa.

Naturalmente essa não chega a ser uma informação bombástica, pois quem  nasceu há pelo menos  dez mil anos (como afirma determinada letra de música) sabe que o planeta, e aqui não estou me referindo aos seres humanos, não obedece às regras do FMI, do clube de Davos, do Corão, do I – Ching, dos judeus, do livro vermelho de Mao Tse Tung, da pregação inflamada de qualquer blogueiro, etc. etc.

Só quem está vivo há menos de cento e cinquenta anos costuma achar as transformações naturais surpreendentes ou chocantes e, às vezes, emitimos a seguinte frase:

- Em mais de tantos anos de existência, eu nunca vi algo parecido em toda minha vida. Isso é surpreendente.

As gerações em curso jamais viram um continente desaparecer por completo e nem as espécies sofrerem mutações dramáticas só  relatadas nos mais cacarejantes livros de ficção científica ou nos filmes de estúdios norte americanos, onde só os EUA, é lógico, sabem o que fazer e sempre salvam o mundo de qualquer coisa. As mutações naturais são tão rebeldes e renascentistas que também não obedecem aos roteiros de cinema americano. Enfim, o planeta Terra segue uma espécie de cartilha radical.

É fato que a interferência humana acelerou processos de desmantelamento que não tinham a menor pressa de acontecerem. A Natureza sempre deu conta de si mesma, enquanto o fator humano, aquela parcela que só destrói  sem jamais edificar, participa como um voyeur ou um predador desprezível.

Muitos reclamam dos ecochatos, mas sem eles a situação poderia estar alarmantemente pior.  Também sabemos que muitos prognósticos científicos são tão confiáveis como foram muitas previsões de fim incondicional do mundo. O terrorismo social é uma ótima campanha de marketing. 

Preserva a Natureza quem respeita a vida como ela é, com suas regras e seus processos  de início e fim. Precisamos compreender que somos parte de um  processo e não maestros dele. E se uma grande transformação está em curso é bom relaxar e entender que a nossa existência significa poucos segundos no ser e estar desse mega bioma que entende bem mais de respeito do que muitos de nós.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Passeio nas nuvens ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Dia Universal da Água – 22/03 ( Meio Ambiente - Cristiana Passinato )

:: Escola Fisk inova ao converter material didático físico para ambiente virtual ( Meio Ambiente - Isis Nogueira )

:: Educação e Sustentabilidade ( Meio Ambiente - Antonio Carlos )

:: Ajude na preservação do meio ambiente ( Meio Ambiente - Sônia Jordão )

:: O Desequilíbrio Ambiental ( Meio Ambiente - Fabiana Barros )

:: O Período Quente Medieval ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Tietê, que te quero limpo ( Meio Ambiente - Pedro Cardoso )

:: Dá-me um copo d’agua, eu tenho sede ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Mudanças climáticas, breves comentários ( Meio Ambiente - Jorge Hessen )

:: Água: a matéria-prima para o consumismo capitalista ( Meio Ambiente - Igor Matos )

:: Acidente Ambiental em São José de Mipibu ( Meio Ambiente - Wallace Moura )

:: Haja saco! ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Desejo e Fome ( Meio Ambiente - Débora Paiva )

:: Derrame de petróleo Tristão da Cunha ( Meio Ambiente - Renan Alves )

:: Solidariedade ao Planeta Terra ( Meio Ambiente - Farid Houssein )

:: A vida de antigamente e o lixo ( Meio Ambiente - Sílvia Sena )

:: A casa de todos nós ( Meio Ambiente - Ana Paula Lisboa )

:: Herança Maldita - Usinas Nucleares ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Extinção em massa ( Meio Ambiente - Lecy Pereira )