-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Jovens
 
Patrícia Cozer

[ Patrícia Cozer ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Professora de Inglês. Atualmente se prepara para obter o título de especialista em Literatura Latino-Americana.

 

Jovens idosos

Se toda velhice indicasse sabedoria, provavelmente não teríamos, hoje, um grande percentual de doenças características da terceira idade. Afinal, não é com o tempo que se domina a ansiedade? Não é, outra vez e sempre mais, com o tempo que se percebem os verdadeiros valores? Esse tempo tão esperado deveria representar melhoras na saúde física e mental dos mais velhos. Mas não.

Nota-se o contrário: velhinhos fazendo uso de criancice, adoecendo como recém nascidos, por falta de carinho ou atenção. E os mais jovens envelhecendo, com uma estampa apática no rosto. Uma falta de, uma vontade de não se sabe o quê. Uma não-perspectiva.

Vejamos sob o ângulo daqueles que decidem se afastar - seja de um, dos vários mundos possíveis. Se determinado grupo não lhes faz mais sentido, eles procuram outros meios. Procuram forte, aflitos, e se não obtém uma resposta satisfatória, apostam no isolamento.     

O afastamento implica muitas questões, gera dúvidas, causa inquietação. Só o que se percebe é que existem coisas pendentes naquele ser humano. Afastar-se pode indicar a sutil diferença na forma de ver o mundo ou a grande faísca vinda das idéias incompatíveis com os demais. Pode indicar uma espécie de nojo, bastante inexplicável com palavras, perceptível nas caras e bocas, e extremamente usável no pensamento.

O nojo toma lugar de tudo que entedia uma mente (aparentemente) jovem, em proporção gigantesca. As mesmas conversas, as mesmas histórias. Os mesmos risos, a mesma panela. Tudo isso dói, cansa, rasga. E a vontade de integrar-se some no ar!

Assim sendo, temos dois pontos opostos: velhinhos que clamam por companhia, talvez, no fundo de si mesmos, queiram compensar os desvios feitos na juventude. E quem se afasta na atualidade, conduz uma fluência de raiva, de pena - toda uma bagagem que pesa, e da qual espera-se um dia libertar. 

O bom da vida é que há pessoas e pessoas. Outros modos para conhecer, outras vozes. E as duas fases mencionadas, no final, não parecem tão desiguais... seja você um jovem idoso, ou um velhinho querendo conversa, a solidão sempre será vista como algo opcional.      





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A Internet e a infância ( Jovens - Jorge Hessen )

:: A linguagem do caipira brasileiro ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Perseguindo suas metas pessoais ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Mantendo os pratos em movimento... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Educação financeira para crianças ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Amigos de verdade ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Escolhas e renuncias na juventude ( Jovens - Julio de Azevedo )

:: A evolução do conhecimento na linha do tempo ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Em busca do Super-Homem ( Jovens - Igor Matos )

:: A desculpa da tradição e a praxe em Coimbra ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Intercâmbio forçado ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Cursos de gastronomia ganham popularidade entre os jovens ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Julgando os erros alheios... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Experiências longe de casa ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Drogas ( Jovens - Abilio Machado )

:: Conduta induzida ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Palavra ao pé de orelha aos meninos adolescentes ( Jovens - Abilio Machado )

:: Mentoring e a formação da próxima geração ( Jovens - Ivan Postigo )

:: Construir pontes entre alunos e professores ( Jovens - Cíntia Vilani )

:: L, o tipo que continua mau ( Jovens - Mauro Moura )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo