-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Internacional
 
Paiva Netto

[ Paiva Netto ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
José de Paiva Netto - Jornalista, radialista, escritor e Diretor-Presidente da Legião da Boa Vontade.

 

Xenofobia e humanidade não combinam

Segundo o noticiário, a xenofobia está na motivação dos ataques. É realmente lamentável! Já era para termos aprendido a lição. Excluir criaturas humanas não combina com humanidade.

Em minha página “A miscigenação do mundo é inevitável”, publicada em “Crônicas e Entrevistas” (Editora Elevação, 2000), defendo a tese de que o nosso destino é mesmo a mestiçagem, o multiculturalismo, tornando-se portanto sem propósito qualquer tipo de discriminação. Naquela oportunidade, fim do século 20, assim escrevi:

(...) Vai ficar difícil abrir mão da Humanidade, como parece que alguns radicalmente pretendiam fazer com a nova globalização: mais produtos e menos trabalhadores produzindo e transitando pelo planeta. Marcante exemplo é o da União Europeia, com seus arroubos de xenofobia, menos para turistas… Ela está constatando a contingência de ter de “importar” gente, ainda que, em alguns casos, por curtos períodos, para realizar serviços de que os seus nativos dolicocéfalos não mais querem saber e para suprir as necessidades de uma população que está envelhecendo. Alguns vivem arrepiados com os “perigos” da fusão étnica; contudo, empresários e políticos sentem como fatalidade histórica a presença dos “estrangeiros” mesmo que sejam de gerações nascidas por lá, principalmente os de cor de pele distinta. Não há como indefinidamente impedir que revoluções sociais e humanas dessa envergadura, em diversas grandezas, se cumpram. Na atualidade, de certa forma vemos repetir-se, em direção inversa, mas talvez de maneira mais dolorosa, o fenômeno da imigração. Antes a onda era emigrar da Europa e da Ásia para a América. Resumindo: italianos, japoneses, alemães, poloneses, russos, judeus, árabes, ibéricos, para a do Norte e a do Sul, somando-se irlandeses e chineses para a Setentrional. E não chegaram por aqui e lá, na imensa maioria, como senhores, porém, como servidores braçais, à exceção de gente como Einstein e Fermi. Pelo sacrifício e suado labor, subiram ao topo e se estabeleceram. Recordo-me de uma afirmação do filósofo do Positivismo Augusto Comte (1798-1857), cujo pensamento tanta influência exerceu sobre os fundadores da República brasileira, a começar por Benjamin Constant (1836-1891): “O homem se agita, e a Humanidade o conduz”. Alziro Zarur (1914-1979) perguntava então: “E quem conduz a Humanidade?”. E ele próprio exclamava: “Deus!”.

E assim eu terminava aquele artigo de 2000.

Hoje, em 2011, o Brasil volta a atrair o interesse de imigrantes, pois estamos precisando de valores especializados para as novas exigências do desenvolvimento do país, enquanto preparamos, com atraso, nossa própria gente.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A Propriedade Privada Intelectual e a Crise do Sistema Capitalista ( Internacional - Diego Grossi )

:: What to fight for? ( Internacional - Ana Paula Lisboa )

:: A morte de Kadafi foi o auge da Revolução Árabe? ( Internacional - Diego Grossi )

:: Sem Kadafi, o mundo fica melhor? ( Internacional - Jorge Azevedo )

:: Cadê honduras? ( Internacional - Nylton Batista )

:: 10 anos do 11 de setembro ( Internacional - Mauro Souza )

:: Tecnologia militar e soberania política: O exemplo da Líbia ( Internacional - Diego Grossi )

:: O direito de Gadhafi de governar ( Internacional - Sivaldo Venerando )

:: AAA/AA+ ( Internacional - Mario Villas Boas )

:: Xenofobia e humanidade não combinam ( Internacional - Paiva Netto )

:: Capitão América. ( Internacional - Isis Nogueira )

:: Pax Sinica ( Internacional - Mario Villas Boas )

:: O que a comunicação social não fala sobre Kaddafi. ( Internacional - Isis Nogueira )

:: Bin Laden Merecia Viver! ( Internacional - Jurandir Araguaia )

:: Osama Bin Laden, morto ou vivo? ( Internacional - Liana Herculano )

:: Será que Bin Laden morreu mesmo? ( Internacional - Jorge Azevedo )

:: O primeiro abril – a Revolução ( Internacional - Mauro Moura )

:: Muçulmana responde à questões polêmicas ( Internacional - Isis Nogueira )

:: Um Ato Trágico e Criminoso ( Internacional - José Ednaldo )

:: Um bom Exemplo ( Internacional - Mario Villas Boas )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo