-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Informática
 
Patrícia Cozer

[ Patrícia Cozer ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Professora de Inglês. Atualmente se prepara para obter o título de especialista em Literatura Latino-Americana.

 

A praga das redes sociais

Feed de notícias. Atualizações a cada 5 minutos. Fotos que você exclui e não excluem. Clica em desativar conta, e aí vem a pérola dos porquês. Por quê não gostou de nossa rede social? O que te chateia? Qual é o problema? Saiba como resolver!

Quero as pessoas de volta, ao normal, como elas de fato são. Não através de fotos, poses, status, frases bobas, citações copiadas, músicas infames, textos bobos, que dizem coisa nenhuma com lugar algum.

Levou um bom tempo até que me acostumasse ao famigerado Orkut. Famoso, mas não tão insuportável quanto o Facebook. Facebook é intragável para aqueles que não suportam a tecnologia corrida, a rapidez dos fatos. Para aqueles que queriam saber de festas através de uma ligação telefônica, não de posts! Não de calendários inventados, onde cada indivíduo acessa e confirma presença.

E a curtição? Por quê todo mundo curte tudo? Uma frase que se escreva, um sorriso digitado é motivo para ir no botão de quem curtiu. Esquisitice sem tamanho. Gente falsa te adiciona do além-mar e acha que é bem vindo, só porque não te olha nos olhos. Só porque esqueceu o que te fez, só porque mudou a personalidade, cresceu e está no Facebook tentando reconquistar amizades, para Deus e o mundo ver!

Praga de redes sociais. E ainda me perguntam por quê cultivo uma? Aliás, duas? Explico: Orkut agrada, é mais organizado, sem tanta publicidade e encheção. Facebook é a via sacra. Fiz, cultivo e detesto, mas preciso, pois professores e grupos de pesquisa do qual faço parte só podem se comunicar através do mesmo. E alguns amigos especiais migraram definitivamente para lá. Pessoas que quero bem, das quais quero saber... Mandar e-mail e esperar resposta é do século passado, já no Facebook... chove atualização a cada vez, e não posso ficar de fora, dependo disso até profissionalmente. Tem cabimento?

Será que preciso de um botão aqui também para afirmar, de uma vez por todas, que NÃO CURTI?





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Estado de graça ( Informática - Lecy Pereira )

:: Expansão das lojas virtuais ( Informática - Isis Nogueira )

:: Internet dependência ( Informática - Jorge Hessen )

:: Arrogância internética ( Informática - Patrícia Cozer )

:: A Internet e a fábrica de apedeutas ( Informática - Luiz Phelipe )

:: Corrente do bem ( Informática - Pedro Cardoso )

:: A praga das redes sociais - parte III ( Informática - Patrícia Cozer )

:: Quando não tínhamos mídias sociais ( Informática - Ana Paula Lisboa )

:: Orkut ou Facebook? Por trás dos mitos ( Informática - Diego Grossi )

:: A praga das redes sociais - parte II ( Informática - Patrícia Cozer )

:: A praga das redes sociais ( Informática - Patrícia Cozer )

:: Lições do FISL 2011 ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Lançado Linux Fedora 15 ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Redes sociais e cia ( Informática - Sivaldo Venerando )

:: LibreOffice Para Leigos ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Advicemee, a rede social criada por alunos da UnB ( Informática - Ana Paula Lisboa )

:: O declínio do Orkut ( Informática - Jéssica Cavalcante )

:: A internet como fenômeno de globalização e de solidão ( Informática - Luisa Lessa )

:: Em qu@l mundo você vive? ( Informática - Rocheli Camargo )

:: Mil e uma utilidades da internet ( Informática - Pedro Cardoso )