-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Religião Cristã
 
Alessandro Mendonça

[ Alessandro Mendonça ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista Nacional (DF) em 1997 e ordenado Pastor batista em 1998.

 

Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?

“Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?”  - Amós 3:3

Este pequeno versículo é, certamente, um dos textos mais mal interpretados que se tem noticia. Sua distorção não produz falsas teologias ou igrejas hereges, mas múltiplos divórcios e separações conjugais, divisões entre irmãos, cisão de igrejas e corte de relações. Tudo isso baseado na interpretação de que SE NÃO SE PODE ESTAR DE ACORDO, NÃO SE PODE ESTAR JUNTO.

Este versículo é a primeira de uma série de perguntas retóricas que o profeta Amós faz ilustrando para a nação de Israel a questão que envolve causas e efeitos. Diz o profeta no capítulo três que o leão não ruge se não pegou uma presa, que a armadilha não se desarma  se nada foi apanhado e que o pássaro nela não cai se ele não está armada e ainda que o sentinela não toca a trombeta sem que isso cause alvoroço e apreensão ao povo uma vez que a trombeta é o alerta de perigo.

Ou seja, toda a argumentação do profeta parte da premissa de há uma relação de causa e efeito em cada uma das ilustrações que ele apresenta. Logo, a conseqüência natural da falta de acordo é a separação e, naquele momento específico, havia um grande abismo entre as vontades de Deus e de seu povo. Este desacordo trazia como conseqüência a separação, logo Deus e Israel não podiam trilhar o mesmo caminho se o desacordo permanecesse.

Assim, são muitos os que se justificam diante de Deus e dos homens dizendo: "Não posso permanecer casado porque não andarão dois juntos se não estiverem de acordo, logo a solução é a separação". "Não posso permanecer nessa igreja porque não andarão dois juntos se não estiverem de acordo, logo a solução é a separação". Todavia não é isso que o contexto do versículo ensina.

Se dois não estão de acordo, a SEPARAÇÃO não é a SOLUÇÃO e sim a CONSEQUÊNCIA. A solução é ENTRAR EM ACORDO. Todo o livro do profeta Amós aponta para o desejo de Deus de que Israel ENTRE EM ACORDO com Ele.

Andarão dois juntos se não estiverem de acordo? Não. Logo, que entrem em acordo o mais rápido possível afim de que possam prosseguir juntos na caminhada.

A separação é possível e, por vezes, necessária. Mas não deve ser a primeira opção. A primeira opção deve ser SEMPRE a busca da conciliação. Há, porém, um preço para todo acordo pois, para se entrar em acordo, há que se conciliar pontos de vista, há que se harmonizar opiniões. E não há paz sem dor, não há harmonia sem sacrifício. Duas pessoas não podem chegar a um acordo sem “abrir mão”, sem concessões.

Deus é o exemplo maior desse preço para a PAZ SER POSSÍVEL. A “CONCESSÃO” de Deus chegou ao limite com o sacrifício do Filho Unigênito.  Entre Deus e o homem o acordo sempre será possível porque Deus fez a concessão maior e definitiva a favor do “acordo” com o homem.

Nas relações humanas ambas as partes em desacordo podem estar erradas em vários aspectos de suas discordâncias. A busca do acordo (antes da busca da separação) pressupõe a disposição para o sacrifício de algumas vontades e mesmo de alguns direitos em nome do bem maior advindo de CONTINUAR andando junto.

Não se anda se não há acordo e não caminha com quem não temos harmonia. O desacordo paralisa a caminhada e, na maioria das vezes, a separação não é a solução pois quando se “separa, se para” de caminhar. 

Andarão dois juntos se não estiverem de acordo? Não. Então: que se entre em acordo em nome da continuidade do caminho fraterno.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Importa antes obedecer à Deus ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Perigosas polêmicas religiosas ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Lidando com reclamações ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O missionário viável - alguém que torna a vida melhor onde quer que esteja ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: As verdades sobre a Videira ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Verdade Está Com Os Símplices ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: A vida que somente Ele dá ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Triade da Graça ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Sucesso é... Ser Um Escolhido! ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Milagres ( Religião Cristã - Carlo Dionei )

:: Um deus a serviço de Deus ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Fator Efraim ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Carta aos Cristãos do Mundo Inteiro ( Religião Cristã - Mizael Souza )

:: Eita povo ruim de morrer ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Lições aprendidas com Zaqueu ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Sinais ou Circunstâncias - O que guia sua fé? ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Cristofobia é homofobia ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Ataques gratuitos aos evangélicos ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Igreja verdadeira ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Imago Dei ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo