-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Religião Cristã
 
Alessandro Mendonça

[ Alessandro Mendonça ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista Nacional (DF) em 1997 e ordenado Pastor batista em 1998.

 

Paulo e Silas na prisão

A história da libertação de Paulo e Silas da prisão é fantástica sobre vários aspectos embora a maioria das pessoas só se fixe num deles: o terremoto que aconteceu enquanto eles oravam e cantavam. Entretanto, ouso dizer que esse foi o aspecto menos sobrenatural em toda a trama.

Terremoto é natural, sobrenatural é prisioneiro cantando à meia-noite – é incrível como isso não nos cause estranheza: Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam.... Ok. Normal. Vemos isso todos os dias, correto? Definitivamente, não. O que fazemos à meia-noite normalmente? Dormimos ou assistimos TV no conforto de nossas poltronas. O que um presidiário faz na mesma hora? E o que um inocente açoitado e preso faz à meia-noite? Paulo e Silas oram e louvam e os demais presos (pasmem) os escutam sem reclamar.

Terremoto é natural, sobrenatural é ver presos não fugirem (mesmo diante das portas escancaradas). O louvor domesticara seus ímpetos escapistas. Aqueles presos provavelmente sabiam que Paulo e Silas haviam sido detidos injustamente e podem ter relacionado o terremoto ao louvor que eles entoavam.

Paulo e Silas não fugiram; tudo bem, afinal eram cristãos éticos, gente honesta que queria sair pela porta da frente (sem arrombar), mas e quanto aos demais? O carcereiro, ao ver "abertas as portas da prisão, desembainhou sua espada para se matar” (v.27), pois pensou que se seguiria uma fuga em massa, mas Paulo, aparentemente, liderou uma greve de fuga: “Não faças isso que estamos todos aqui”, gritou (v.28) e os presos, ao que consta, ficaram mesmo!

Terremoto é natural, sobrenatural é prisioneiro rejeitando a liberdade – Paulo e Silas tiveram três oportunidades seguidas de escapar. Negaram-se a fugir quando o terremoto abalou as estruturas da prisão fazendo com que as correntes e portões se soltassem. Tiveram outra oportunidade quando o carcereiro levou-os à sua casa, os limpou, medicou e alimentou e, poucas horas depois, quando amanheceu recusaram um habeas corpus: os juízes mandaram ordens ao carcereiro.

Quando amanheceu os magistrados mandaram seus soldados ao carcereiro com essa ordem: Soltem esses homens (Atos 16:35)

Poderiam ter interpretado o terremoto como uma providencial oportunidade de fuga (É de Deus!, poderiam ter dito) ou ter pensado o mesmo quando saíram para a residência do carcereiro ou quando receberam a soltura judicial, mas souberam diferenciar que, nem sempre a primeira oportunidade é a melhor.

Terremoto é natural, sobrenatural é juiz atendendo ordem de presidiário – “O carcereiro disse a Paulo: Os magistrados deram ordens para que você e Silas sejam libertados. Agora podem sair. Vão em paz. (Atos 16:37)

Quase chego a ver a cena: o carcereiro em júbilo dando a notícia àquele homem que salvara sua vida (física e espiritualmente falando). Aleluia, irmãos! Os homens mandaram soltar vocês!

O carcereiro, coitado, cheio de boas intenções, não percebeu o ridículo da frase: ‘Agora, vocês podem sair’ (como se eles não ‘pudessem’ ter ido antes), ao que Paulo respondeu:

Tendo nós cidadania romana, eles nos açoitaram publicamente sem processo formal e nos lançaram na prisão. E agora querem livrar-se de nós secretamente? Não! Venham eles mesmos e nos libertem (v.37)

Os magistrados, ouvindo que eram romanos, ficaram atemorizados. Vieram para se desculpar diante deles pediram-lhes que saíssem da cidade (v.39)

Terremoto é natural, sobrenatural é o sujeito que ora e vê o terremoto acontecer em seguida não ser tomado de empáfia – Paulo e Silas poderiam ter surrupiado o crédito pelo abalo sísmico que acontecera no momento em que louvavam: Viram só isso? Viram o poder que temos? Viram o que Deus a que servimos?. Por muito, muito, muito menos há líderes que se põem a dar ordens à anjos (e até a Deus) e a tirar vantagens (inclusive financeiras).

Apenas Paulo e Silas não fazem, em momento algum, nenhuma conexão entre sua fé e o terremoto que ocorrera. Para eles aquilo lhes pareceu natural (ainda que sobrenatural aos olhos dos demais). Para nós, fica a lição: sobrenatural é encarar as oportunidades de Graça que um evento cria e não o evento em si (seja ele um tremor de terra ou outra catástrofe).

Uma inesquecível noite de vários eventos sobrenaturais: uma vigília de oração numa prisão onde presos ignoram oportunidades de fuga, carcereiros se prostram aos pés de sentenciados clamando por salvação e juízes se apressam para atender pessoalmente reivindicações de presidiários.  Ah, sim. Também teve um terremoto, mas isso foi o de menos...





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Importa antes obedecer à Deus ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Perigosas polêmicas religiosas ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Lidando com reclamações ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O missionário viável - alguém que torna a vida melhor onde quer que esteja ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: As verdades sobre a Videira ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Verdade Está Com Os Símplices ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: A vida que somente Ele dá ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Triade da Graça ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Sucesso é... Ser Um Escolhido! ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Milagres ( Religião Cristã - Carlo Dionei )

:: Um deus a serviço de Deus ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Fator Efraim ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Carta aos Cristãos do Mundo Inteiro ( Religião Cristã - Mizael Souza )

:: Eita povo ruim de morrer ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Lições aprendidas com Zaqueu ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Sinais ou Circunstâncias - O que guia sua fé? ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Cristofobia é homofobia ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Ataques gratuitos aos evangélicos ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Igreja verdadeira ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Imago Dei ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo