-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Jovens
 
Carlo Dionei

[ Carlo Dionei ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Analista de Planejamento e Custos. Voluntário no movimento ONDA (Objetivos Novos do Apostolado)

 

Conduta induzida

Quando nos deparamos com as ciladas que o mundo moderno nos prepara, com o intuito principalmente de induzir a nossa opinião, percebemos o quanto somos vulneráveis, mesmo que inconscientes disto, e como podemos ser facilmente manipulados.

Não é de hoje que a mídia de todo o tipo tenta influenciar o comportamento dos indivíduos visando estimular o consumo de um determinado produto ou serviço, e para isto se utiliza de mensagens explícitas ou então subliminares em anúncios de todo tipo.

Acabamos por nos habituar a indução de certo padrão de comportamento, na forma como nos vestimos, na nossa alimentação, nas músicas que ouvimos e principalmente na forma como agimos diante das mais diversas situações.

Na realidade nos acostumamos a justificar nossa conduta, de acordo com o comportamento de um determinado número de pessoas, sejam elas alguém do nosso cotidiano ou então figuras presentes na mídia.

Nosso foco acaba se alterando e perdemos a percepção das peculiaridades que são de nosso exclusivo interesse, e que denotam nossa autenticidade. Deixamos em segundo plano a questão da real necessidade de algo em detrimento do modismo que nos foi apresentado por aqueles que tem interesse em aumentar o consumo.

Chegamos ao cúmulo de disputar com a vizinhança quem tem o melhor carro, a melhor casa, o melhor jardim, e assim deixamos de priorizar a utilidade das coisas pelo valor financeiro que elas representam.

Esquecemos de valorizar o simples, o belo e o gratuito, trocamos a praia, os rios e a natureza a nossa volta por internet, shopping center, tv a cabo. Trocamos o prazer da elaboração e partilha dos pratos culinários, onde o tempo decorrido no preparo poderia nos valer de uma boa conversa e momentos de convívio com pessoas queridas, pelo sanduíche de microondas.

Nos habituamos a viver em um ritmo alucinante, onde acabamos por deixar de dedicar-nos aos relacionamentos, na esperança de que nos sobre mais tempo para desperdiçarmos fazendo coisas desnecessárias.

Por inúmeras vezes passamos a priorizar nossos relacionamentos de acordo com os benefícios que estes podem nos trazer no âmbito financeiro, e acabamos por deixar em segundo plano a preocupação com nossa evolução moral e ética perante as pessoas que nos cercam.

É chegada a hora de modificar esta estrutura. Precisamos de pessoas autênticas que não se deixem levar por tendências direta ou indiretamente sugeridas. Precisamos dar mais importância para aquilo que nos é entregue gratuitamente, e sem a exigência de algo em troca, do que a tesouros que nos tomem recursos financeiros e nos transformem em pessoas piores do que éramos antes.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A linguagem do caipira brasileiro ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Perseguindo suas metas pessoais ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Mantendo os pratos em movimento... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Educação financeira para crianças ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Amigos de verdade ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Escolhas e renuncias na juventude ( Jovens - Julio de Azevedo )

:: A evolução do conhecimento na linha do tempo ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Em busca do Super-Homem ( Jovens - Igor Matos )

:: A desculpa da tradição e a praxe em Coimbra ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Intercâmbio forçado ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Cursos de gastronomia ganham popularidade entre os jovens ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Julgando os erros alheios... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Experiências longe de casa ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Drogas ( Jovens - Abilio Machado )

:: Conduta induzida ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Palavra ao pé de orelha aos meninos adolescentes ( Jovens - Abilio Machado )

:: Mentoring e a formação da próxima geração ( Jovens - Ivan Postigo )

:: Construir pontes entre alunos e professores ( Jovens - Cíntia Vilani )

:: L, o tipo que continua mau ( Jovens - Mauro Moura )

:: O primeiro milhão ( Jovens - Ivan Postigo )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo