-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Vida e Saúde
 
Patrícia Cozer

[ Patrícia Cozer ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Professora de Inglês. Atualmente se prepara para obter o título de especialista em Literatura Latino-Americana.

 

Timão, Pumba e a psicologia

A dupla Timão e Pumba encabeçaria a minha lista imaginária de desenhos favoritos, daqueles que marcam época, criam bordões e ressoam vez ou outra, trazendo à memória cenas divertidas, risadas, e, por quê não, um pouco de psicologia.

Mais crescido e atento, o público infantil de uns bons anos atrás compreendia em partes o que o suricate Timão queria dizer. Rápido na fala e nas piadas interpostas, Timão relembra a contradição inerente ao ser humano. O javali Pumba reproduz a imagem do anjo bom, a voz da consciência, a correção, e dessa forma somos apresentados a uma espécie de padrão comportamental interessante, que busca equilíbrio, por mais que haja lapsos de safadeza e malandragem.

No episódio 10 (http://www.youtube.com/watch?v=mWQcqB6Udr8), também conhecido como o do "Bebê Earl", Timão faz uma breve alusão à trapaça, e une, nisso tudo, a chamada psicologia reversa. Em suas próprias palavras: "Uma maneira de fazer alguém fazer o que você quer que ela faça que diga a ela que faça o exato oposto do que você quer que ela faça". Genial, não?

Deveríamos aprender com eles e aplicar a lógica da reversão. Pense bem: pessoas que te aborrecem, que querem vender opiniões a todo custo e impor a sua própria forma de ver, são exemplos perfeitos para praticar. Você pode não concordar com nada do que ouve, mas, em nome da psicologia reversa, você balança a cabeça, dá um sorriso amarelo e o assunto se encerra: batalha vencida. Ou então: você confunde o outro, afirmando de modo ferrenho o que ele não quer ouvir, ou pedindo exatamente o contrário do que ele pretende. Tá díficil? Montei dois exemplos de conversas irritantes:

PESSOA 1 - Você acha que eu deveria mesmo fazer isso?

VOCÊ - Claro que sim (cartada da psicologia reversa! No fundo de si mesmo, é claro que NÃO, mas afirme, pra acabar logo o papo e ainda sair bem na foto sem dizer nenhuma besteira).

PESSOA 2 (determinada) - Eu quero casar com ele!

VOCÊ (sem a psicologia reversa) - Não faz isso não, não vai ser bom, pensa um pouco mais, não se renda!

VOCÊ (com a psicologia reversa) - SE JOGA! Amanhã, que tal?

PESSOA 2 (muito confusa) - Sério?

Percebeu? O barato é confundir. Não sei como demorei tanto tempo para entender. Pessoas nunca agem como a gente quer, e a técnica da reversão nos permite brincar com elas, transtorná-las ao ponto máximo. Adianta avisar? Adianta falar pra amiga, pro noivo, pra mãe? Eles querem é botar o dedinho na tomada. "Cada um faz o que quer", não é essa a frase imbatível? Então deixe, apóie, enfatize... e assista, com um certo orgulho, a confusão que isso vai causar.  





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Tratamento rejuvenescimento facial com aplicação de vitamina C ( Vida e Saúde - Ana Monteiro )

:: O mundo necessita de comunicação e humanismo ( Vida e Saúde - Luisa Lessa )

:: Síndrome do Pânico ( Vida e Saúde - Cíntia Vilani )

:: Não matarás ( Vida e Saúde - Nylton Batista )

:: Casamento como fator social ( Vida e Saúde - Cíntia Vilani )

:: Sobre o programa Mais Médicos ( Vida e Saúde - Gizelle Saraiva )

:: Drogas lícitas ou ilícitas: o poder destruidor de ambas e a necessidade de mudança na Legislação ( Vida e Saúde - Mizael Souza )

:: Alcoolismo: mentiras, verdades e a cura ( Vida e Saúde - Mizael Souza )

:: Libertinagem em uma Sociedade Relativista ( Vida e Saúde - Mizael Souza )

:: O segredo mastigação ( Vida e Saúde - Nylton Batista )

:: Tabaco zero ( Vida e Saúde - Nylton Batista )

:: Como parar a ansiedade ( Vida e Saúde - Ana Fabyely Kams )

:: A personalidade das pessoas ( Vida e Saúde - Luisa Lessa )

:: Novembro Azul: previna-se contra o câncer de próstata ( Vida e Saúde - Vera Tabach )

:: Lidando com os seus problemas ( Vida e Saúde - Luiz Martins )

:: Lupus ( Vida e Saúde - Elizabeth Costa )

:: O que é mais importante: corpo ou alma? ( Vida e Saúde - Cíntia Vilani )

:: O conceito de depressão pós-parto na parentalidade ( Vida e Saúde - Cíntia Vilani )

:: Governo Brasileiro dá um dos passos mais irresponsáveis da história: Importação de Médicos Cubanos ( Vida e Saúde - Wallace Moura )

:: O que é ser negro no Brasil? ( Vida e Saúde - Isis Nogueira )