-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Informática
 
Patrícia Cozer

[ Patrícia Cozer ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Professora de Inglês. Atualmente se prepara para obter o título de especialista em Literatura Latino-Americana.

 

Arrogância internética

O que faz um site ser um sucesso é realmente misterioso. Às vezes divulgação, publicidade irritante e pedidos àqueles considerados amigos é suficiente, às vezes é preciso mais do que isso. Encontramos vídeos de como fazer, o que escrever, qual cor utilizar. Que mundinho digital atípico. Então é preciso receita para o sucesso na rede? Esquisito. 

Aborrece, no entanto, a arrogância que a gente vê por aí. Quando o sujeito não é ninguém, não alcançou bem aquilo que queria, mas age como se fosse todos estivessem com demasiado interesse. Como construir uma rede de apoio dessa forma?

E a falta de compromisso com os poucos que lêem doando seu tempo? Sites de respeito, no mínimo, convencem o leitor de que ele pode emitir sua opinião e de que este será respondido. Tão insuportável quanto esperar horas numa fila é esperar por uma resposta via Internet, pressupondo, é claro, que a mídia social é muito mais rápida, eficiente e segue adjetivada com todo esse blábláblá.

Sendo a Internet algo tão mais prático e fácil, como se explicam longos minutos? Quando se quer público, atenção, é preciso trabalhar. E não vemos isso acontecer assim de modo muito democrático. Cadê a máxima do "se quiser ser ajudado, ajude!", entre outras clássicas frases de efeito?

Esse mundinho de aparências e pouco retorno ainda há de ser verificado. Pois a quantidade de sites na lista negra, acredite!, é grande. Dariam muito pano pra manga e mais um estudo monográfico. MESMO.   





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Estado de graça ( Informática - Lecy Pereira )

:: Expansão das lojas virtuais ( Informática - Isis Nogueira )

:: Internet dependência ( Informática - Jorge Hessen )

:: Arrogância internética ( Informática - Patrícia Cozer )

:: A Internet e a fábrica de apedeutas ( Informática - Luiz Phelipe )

:: Corrente do bem ( Informática - Pedro Cardoso )

:: A praga das redes sociais - parte III ( Informática - Patrícia Cozer )

:: Quando não tínhamos mídias sociais ( Informática - Ana Paula Lisboa )

:: Orkut ou Facebook? Por trás dos mitos ( Informática - Diego Grossi )

:: A praga das redes sociais - parte II ( Informática - Patrícia Cozer )

:: A praga das redes sociais ( Informática - Patrícia Cozer )

:: Lições do FISL 2011 ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Lançado Linux Fedora 15 ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Redes sociais e cia ( Informática - Sivaldo Venerando )

:: LibreOffice Para Leigos ( Informática - Klaibson Ribeiro )

:: Advicemee, a rede social criada por alunos da UnB ( Informática - Ana Paula Lisboa )

:: O declínio do Orkut ( Informática - Jéssica Cavalcante )

:: A internet como fenômeno de globalização e de solidão ( Informática - Luisa Lessa )

:: Em qu@l mundo você vive? ( Informática - Rocheli Camargo )

:: Mil e uma utilidades da internet ( Informática - Pedro Cardoso )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo