-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Religião Cristã
 
Alessandro Mendonça

[ Alessandro Mendonça ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista Nacional (DF) em 1997 e ordenado Pastor batista em 1998.

 

A Pedagogia da Graça

Um dos maiores dilemas de todo cristão é a luta contra o pecado. Afinal, estamos ou não libertos do pecado? Se estamos livres, como é possível continuarmos pecando? 

Alguns dirão que o perdão dos pecados foi "a parte de Deus" em nossa salvação, enquanto a nós caberia a "parte humana": a santificação. Outros dirão que nós "não pecamos mais" e outros, que não mais "vivemos na prática do pecado", mas apenas o cometemos eventualmente.  

Mas, o quê a Bíblia diz? 

A epístola a Tito traz uma elucidação a essa questão. O apóstolo Paulo diz que Jesus "se entregou por nós para nos remir de toda maldade e nos purificar..." (Tito 2:14). Ou seja: estamos libertos do pecado e nossa dívida para com Deus está quitada. Ponto.  

Todavia, o apóstolo também escreve: "A Graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a abandonar à impiedade e às paixões mundanas" (Tito 2:11,12).  

A História registra o episódio da libertação da antiga Tchecoslováquia da ocupação nazista, quando milhares de judeus foram postos em liberdade através da intervenção das tropas soviéticas. O Exército Vermelho libertou o povo, mas as pessoas não sabiam para onde ir, nem como. Pior: uma epidemia de tifo impediu que os judeus fossem evacuados. Eles estavam &39;libertos&39;, mas não podiam abandonar o local. 

Semelhantemente, os escravos brasileiros acordariam em 14 de maio de 1888 libertos pela Lei 3.353, a chamada Lei Áurea, sancionada no dia anterior pela princesa Isabel. Entretanto, mesmo libertos os escravos não possuíam direitos ou condições que lhes possibilitassem uma nova vida. O resultado, com reflexos até nossos dias, foi a exclusão social. 

Há decerto um componente instantâneo na obra de Deus em nosso favor, que é a remissão de nossos pecados e nossa libertação de seus efeitos (a culpa e a condenação), mas o componente processual dessa libertação (o abandono do pecado) não ocorre à revelia da Graça. Ao contrário, a palavra de Deus é que, uma vez "libertos", a Graça de Deus "nos ensina a abandonar" a impiedade  e as paixões mundanas.  

Ou seja, "A Lei Áurea da Salvação" foi proclamada sobre nós e o Exército de Um Homem Só libertou-nos dos guetos do pecado, mas Deus não nos deixou abandonados à nossa própria sorte ou dependentes de nossos parcos (ou inexistentes) recursos. A Graça "nos ensina" a abandonar (ou "a renunciar" em certas traduções) o pecado. 

À esse aperfeiçoamento de nossas consciências por intermédio da Graça, chamamos de "santificação".  

E como a Graça "nos ensina"? Como é sua pedagogia? 

A própria  epístola de Paulo a Tito tem as respostas. 

1) Através da liderança - Paulo diz que havia sido feito apóstolo com a missão de "levar os eleitos à fé e ao conhecimento da verdade que conduz à piedade" (Tito 1:1). É o "conhecimento da verdade" que produz "piedade" e os pastores e mestres devem (deveriam) ser os ministros da verdade (Tito 1:14,15)  

2) Através da Bem Aventurada Esperança - Paulo diz que sua teologia e seu ensino se fundamentavam na "esperança da vida eterna a qual o Deus que não mente prometeu..." (Tito 1:2). O ensino da Volta de Cristo ocupou os púlpitos da maioria das igrejas nas décadas de 60, 70 e 80 quando a Guerra Fria entre EUA e URSS deixavam o restante do mundo sob o tensão de uma iminente Guerra Nuclear. A perspectiva do "Fim do Mundo" se manifestava em sermões que despertavam a ansiedade pelo Céu e a pouca preocupação em amealhar recursos na terra. 

Jesus não voltou, as mensagens sobre sua volta escassearam e as preocupações com as necessidades materiais logo deram lugar a busca pela prosperidade, pelo "melhor da Terra" que Deus nos deu. Veio a Teologia da Prosperidade (um subproduto do colapso da União Soviética e o consequente fim da Guerra Fria). Sua mensagem passou a ocupar o vazio deixado pela mensagem anterior que proclamava: "Jesus está voltando!" 

Entretanto, a mensagem da Volta de Cristo tem relação direta com vida piedosa que o cristão deve ter (Tito 1:11-14; 3:7). 

3) Através de um estilo de vida novo - A Graça não apenas nos ensina a abandonar as práticas erradas, mas também as substitui. A Graça não deixa "vazios". As modernas terapias comportamentais ensinam que, para abandonar um hábito ruim é preciso substituí-lo por um hábito menos prejudicial ou, de preferência, por um hábito saudável (é o que preconiza, por exemplo, o Treinamento de Reversão de Hábito - TRH). A Pedagogia da Graça faz isso há mais de dois mil anos. É o que Paulo recomenda: "Sejam obedientes, estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom, não caluniem ninguém, sejam pacíficos, amáveis e mostrem sempre verdadeira mansidão para com todos os homens" (Tito 3:1b).  

Nosso cérebro é regido por um sistema de recompensa elementar. Ele nos conduz sempre à repetição das experiências sensoriais prazerosas. A Graça não nos liberta como num passe de mágica. Ela nos "ensina" a encontrar recompensas em fontes saudáveis: o serviço ao próximo, por exemplo. 

Você não apenas é perdoado de seus pecados, mas é capacitado a não ser escravizado pelo pecado.  

Hoje, embora não estejamos livres de pecar, estamos livres para dizer NÃO ao pecado. Tal não ocorria antes pois éramos &39;servos&39; do pecado (Tito 3:3) que, mesmo que rejeitássemos o roubo, a mentira ou qualquer outro delito, não o fazíamos movidos por amor e consideração à Deus, mas por autopreservação, medo das consequências ou dos homens ou qualquer motivação egoísta.  

Não basta &39;não pecar&39;. Há que se não pecar pelo motivo certo: consideração à Deus e ao próximo (e isso é dom do Espírito!).  

Deus abriu as portas, quebrou as grades, despedaçou as correntes e a Professora Graça quer nos ensinar a dar os primeiros passos para fora da cela. 

"Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperanças: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, jesus Cristo o qual ´se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras. É isso que você deve ensinar, exortando-os e repreendendo-os com toda a autoridade" - TITO 1:11-15 





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Perigosas polêmicas religiosas ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Lidando com reclamações ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O missionário viável - alguém que torna a vida melhor onde quer que esteja ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: As verdades sobre a Videira ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Verdade Está Com Os Símplices ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: A vida que somente Ele dá ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Triade da Graça ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Sucesso é... Ser Um Escolhido! ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Milagres ( Religião Cristã - Carlo Dionei )

:: Um deus a serviço de Deus ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Fator Efraim ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Carta aos Cristãos do Mundo Inteiro ( Religião Cristã - Mizael Souza )

:: Eita povo ruim de morrer ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Lições aprendidas com Zaqueu ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: Sinais ou Circunstâncias - O que guia sua fé? ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Cristofobia é homofobia ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Ataques gratuitos aos evangélicos ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Igreja verdadeira ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: A Imago Dei ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O Natal de Simeão ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo