-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Crônicas e Poesias
 
Yago Sales

[ Yago Sales ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Estuda Jornalismo e pretende grudar objetividade e subjetividade, a resultar um texto gostoso e inesquecível.

 

Inspirado pelo amor - Dia Primeiro

Quando me lembro do sorriso carnudo e aberto, sinto que meu coração fica apertadinho. Querendo sair. Mas não permito que ele saia, afinal, ele é quem me deixa assim, feliz. Reto, direto, sorridente. Grosso; sem-vergonha. Cara-grande. Mesmo ser ar, meu peito fica grandioso e correto. A visão é do meu amor por viver. E é por isso que luto diariamente, junto com minhas palavras chatas, por minha sobrevivência. Palavras chatas, não! Redondas. Pois elas rodam, rodam até encontrar a pessoa certa. E quem é essa pessoa? A pessoa que me faz ficar inchado de incertezas. Mas é tão bom estar pertindo dele. Tão fofo tocar, levemente, o rosto liso e único. Mas parece que remo sozinho. E estamos afundando. Pensei em pular, mas não, morrerei afogado na solidão. Denovo!

E ele?, ah, ele está livre. Nadou e encontrou na margem, seu destino.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Mentira, flagelo dos inocentes ( Crônicas e Poesias - Nylton Batista )

:: Onde está Deus? ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Ah, o café! ( Crônicas e Poesias - Mauro Moura )

:: Objetos animados ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Minha Paixão , O Mar ( Crônicas e Poesias - Magali Cunha )

:: Flor temporã ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Se assim for ( Crônicas e Poesias - Mauro Moura )

:: Por um descuido ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Susto não mata ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: A fuga de minhas cores ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Livre como o pássaro em meu armário ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Vida, dignidade e esperança ( Crônicas e Poesias - Luisa Lessa )

:: Paixão ou Amor ( Crônicas e Poesias - Carla Elisio )

:: A brisa e eu ( Crônicas e Poesias - Luisa Lessa )

:: Um pouco de poesia ( Crônicas e Poesias - Elisabeth Camilo )

:: Só crianças choram ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Miragem/Imagem ( Crônicas e Poesias - Cláudia Banegas )

:: Bobo da corte ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Balas perdidas de açúcares ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Crepúsculo ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )