-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em História e Literatura
 
Antonio Carlos

[ Antonio Carlos ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Professor Universitário. Professor de Língua Portuguesa e Inglês

 

Levantamento onomástico ( ou de antropônimos ) do Antigo Testamento

Introdução

 A  escolha do Antigo testamento como base para este trabalho foi de motivação dupla: se por um lado os antropônimos a ele relacionados por si só já eram interessantes, por outro não deixava de ser uma ótima oportunidade de usufruir da interdisciplinaridade. Isso se daria à partir do momento em que, no ato do levantamento de antropônimos, se daria também o contato - através da leitura-, com o Livro Sagrado do povo judeu.

 A leitura talvez não tenha sido tão cuidadosa quanto era a intenção original, e alguns dos nomes ( aliás, muitos, em especial os dos "filhos" presentes no Gênesis e que tinham nessa filiação seu único papel: não se destacam por nenhum feito, nenhuma história é contada sobre eles ) não puderam  ser encontrados. Mesmo assim, tratou-se de trabalho, para o grupo, recompensador, envolvente.

 Quando, mais acima, dissemos serem os antropônimos bíblicos de interesse para estudo, nos referimos principalmente ao fato de serem eles os geradores da esmagadora maioria dos nomes utilizados até os nossos dias. Essa constatação, é claro, vale para todos os países dominados pelas religiões que utilizam a Bíblia Sagrada; na Índia, por exemplo,  devem ainda prevalecer nomes ligados às crenças locais.

 Há, nesse caso, que considerar também o relativo "aculturamento" que começa a se verificar nos povos orientais, onde, via televisão e meios de comunicação de massa em geral, são introduzidos conceitos e padrões ocidentais que incluem a preferência pelos nomes bíblicos, uma vez que a civilização ocidental é predominantemente cristã.

 Na feitura do trabalho, várias surpresas: nomes de significado muito bonito apareceram, como é o caso de Isac, que quer dizer "filho da alegria", e outros algo estranhos, como Cecília (não consta do trabalho; foi apenas localizado durante a pesquisa), cujo significado, segundo Sebastião Azevedo, é "ceguinha".

 Várias vezes fizemos "pausas" para satisfazer curiosidades ( e Miryam, o que dizer? e Hanah? ), para pesquisas particulares.  Curiosidades aplacadas, voltamos ao trabalho.  O resultado é o que se apresenta: uma pequena mostra do que pode ser feito nesse campo, uma parcela do levantamento antroponímico do Antigo Testamento.

 Gênesis e Êxodo, foram escolhidos por serem os básicos, introdutórios, o Livro de Ruth por predileção; os demais nomes - que intitulam  os vários livros - apenas como forma de dizer que não deixamos todo o resto de lado.

 Uma última coisa: os nomes bíblicos realmente afirmam, apostam na idéia de predestinação, de futuro já traçado. Explicando: o futuro pré-definido implica também o caráter da pessoa, que muitas vezes será a razão do que lhe acontecer. Só isso explicaria o fato de Davi, por exemplo, se tornar de fato "o amado".

 Não basta nomear para concretizar o destino, infelizmente, ou senão todos chamariam seus filhos David, ou Benjamim, ou Massaud. A idéia que as vezes parece presente no Antigo Testamento é a de que os nomes nem eram escolhidos pelos pais, mais sim inspirados já pela vontade divina. Deus já começaria a influir na vida humana nesse momento, e o nome dado ao recém-nascido não passaria, assim, de mera concretização de Sua vontade.

Gênesis

1) Eva - do hebraico  Havah  - verbo "viver".  Por isso intrepretada como "vida", "porque era a mãe de todos os viventes".
2) Adão - do hebraico Adam - "homem". Primitivamente "terra vermelha", "o nascido da terra, o homem da terra, do barro".
3) Caim - do hebraico Qain - "adquirido, possuido".
4) Abel - do hebraico hevel - "vaidade"
5) Noé - do hebraico Noah - "repouso, consolo"
6) Abrão - do hebraico Abraham - derivado de Ab  homum "pai de multidão". O nome primitivo era Abrão e significava "grande pai" Deus, porém, muda esse nome: "Não mais serás chamado Abrão, mas Abraão, porque te destinei para pai de muitas gentes".
7) Sarah - antes Sarai - do hebraico Sarah "princesa".
8) Ismael - do hebraico Ichmael - "Deus houve".
9) Rebeca - do hebraico Rivkah - "a que liga", de rabhak, "ligar, amarrar".
10) Labão - do hebraico Laban - "branco".
11) Isac - latim bíblico Issac, este do hebraico itshak, "ele ri" "filho da alegria".
12) Esaú - do hebraico E&39;sau, E&39;sar, "homem coberto de pelos".
13) Jacó - do hebraico Ia&39;agob - "que segura o calcanhar" ( no caso, segurava o calcanhar de Isau (Esaú), seu irmão gêmeo).
14) Judith - do hebraico Iehudhith - "a louvada" ou "a judia".
15) Rachel - do hebraico Rahel - "ovelhazinha" símbolo de doçura e delicadeza.
16) Lea -do hebraico léa, variante de dia - "cansada, fatigada".
17) José -do hebraico Yoseph - derivado de "Yosephyâh" -"Ele acrescenta" "o senhor aumenta"
18) Israel - do hebraico Israel, "quem luta contra Deus".
19) Judá -do hebraico Iehudah, "louvor a Deus" "celebrado".
20) Benjamim - do hebraico Beniamin, "filho do sul" ou "filho da (mão) direita", ou seja, da felicidade.
21) Rúben - do latim rubens, rubentis - "rubro, vermelho".
22) Simão - do hebraico Shime-on - do verbo shama, conceder.  A interpretação da Bíblia é: "Deus concedeu-me ( mais um filho )".
23) Levi - talvez do hebraico Levi, "ligado".
24) Efraim - do hebraico Ephraim - deriva de phrah, "tornar fértil", "frutificar", frutífero".
25) Dan - de Daniel - do hebraico dan, juiz e El, Deus:"juiz de Deus", ou "meu juiz é Deus".
26) Gad - do hebraico Gad, "felicidade".
27) Aser - do hebraico Asar - "amarrado por cadeias" ou de Axer - "feliz".
28) Issacar - do hebraico Issacar - "Deus recompensou".
29) Gerson - do hebraico Gerson - "expulso , proscrito".

Êxodo

30) Moisés - "e lhe chamei  Moisés, dizendo: Porque das águas o tirei" ( Ex. 2:10) - significação de etimologia popular de origem seria do hebraico Moxeh, derivado do egipcio mes, mesu, "filho"ou servo".
31) Aarão - do hebraico Aharon, &39;o montanhês, o elevado".
32) Nadab - "(Javé é) nobre, generoso".
33) Abiú - do hebraico Abihu "Ele (Deus) é pai".
34) Josué - variante de "Jesus", do hebraico yeshua, abreviado de Ye hoshua, "Javé é a salvação".
35) Hur - "branco , luzente".
36) Eleazar - do hebraico El&39;azar, "Deus ajuda" ou "aquele que Deus socorreu".
37) Itamar - do hebraico Ithamar - "região de palmeiras" ou "ilha da palmeira".
38) Nun - do hebraico num, "peixe".

O Livro de Ruth

39) Noemi - do hebraico Naami, "graciosa, doce, agradável".
40) Orfa - do hebraico Orphah, &39;crina".
41) Ruth - várias interpretações: "amiga, beleza, companheira", etc..
42) Mara - ( como se auto-denomina Noemi ) de "amargura".
43) Boaz - pelo latim bíblico Booz, de origem hebraica, "alvoroço, grande alegria".
44) Obed - do hebraico Ebed, "escravo, servo".
45) Jessé - do hebraico Ixaí, "vivo, forte, viril".
46) Davi - do hebraico David - "querido, amado".
47) Salomão - do hebraico Ihalumun - "pacífico", ou shalom, "par".

Mais Alguns, Esparsos - Títulos  dos Livros

48) Esther - do persa stara, "estrela".
49) Isaías - do hebraico Ishaiah, "salvação do senhor", "que Deus salva".
50) Jeremias - do hebraico Ir(e)meiah, "elevado por Deus", "a quem Deus constituiu".
51) Samuel - do hebraico Xemuel, "Deus o ouviu" ou "Nome de Deus" e outros.
52) Esdras - do hebraico Ezra, "socorro, auxílio".
53) Neemias - do hebraico Nehemmiah, "que Deus consola" ou "consolação divina".
54) Ezequiel - do hebraico Iehezheel, "Deus fortifica" ou "força de Deus".
55) Oséias - do hebraico Hochéa, "salvação".
56) Joel - do hebraico loel - lo, Javé, e el, é Deus.
57) Amós - do hebraico  hamos - "carregado" ou "forte, alegre", ou ainda "corajoso".
58) Obadias - do hebraico Obadiah - "servo de Javé".
59) Jonas - do hebraico Ionah, "pombo".
60) Miquéias - do hebraico Meikah, abreviação de Mikayahu, "quem é como Javé ?".
61) Naum  - do hebraico Nehum, ligado a naham, "consolar". Pode ser o "consolador".
62) Habacuc - do hebraico Habakuc, interpretado como "abraço".
63) Sofonias - do hebraico Tsefaniah, "Deus o protege".
64) Ageu - do hebraico Haggai, ligado a hag, "festa"; pode ser "o festejado".
65) Zacarias - do hebraico Zekariah, pode ser "Deus lembrou-se" ou "Javé medita" ou "memória do Senhor".
66) Malaquias - do hebraico Malaki, "enviado" ou "mensageiro de Javé".


Bibliografia

AZEVEDO, Sebastião Laércio de. - Dicionário de nomes de pessoas - Ed. Civ. Bras. ; Rio de Janeiro, 1993.

Biblia  Sagrada - Antigo Testamento,  Traduzida por João Ferreira de Almeida ; Sociedade bíblica  do Brasil, Rio de Janeiro, 1956.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Ariano e sua eterna luta contra moinhos que não são de ventos. ( História e Literatura - José Flôr )

:: História das mentalidades: O Esperanto. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Coração da Mata ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: O redescobrimento do Heliocentrismo e da esfericidade da Terra. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Considerações literárias: diários, semanários e mensários...qual é a melhor escolha? ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Quinze de novembro de 1889 – O golpe da República e a interrupção do processo civilizatório. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A arte de viver só ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A desesperança em Wander Piroli ( História e Literatura - Lecy Pereira )

:: O mito da palavra Saudade ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A Cultura do hedonismo e o Vale+ Cultura ( História e Literatura - Mauro Moura )

:: Profissionais da História ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A riqueza dos hipônimos e dos hiperônimos ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A Fábrica de Robôs ( História e Literatura - Lecy Pereira )

:: Da Família Imperial aos funcionários públicos: a destruição das imagens na História. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A simbologia da Páscoa ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: As línguas indígenas amazônicas: salvá-las ou deixá-las morrer? ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Mitologia e História: E os heróis míticos. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Pequeno Inventário das Línguas Africanas ( História e Literatura - Antonio Carlos )

:: As palavras comandam a vida ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Rumo ao Colaborativo ( História e Literatura - Lecy Pereira )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo