-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Jovens
 
Carlo Dionei

[ Carlo Dionei ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Analista de Planejamento e Custos. Voluntário no movimento ONDA (Objetivos Novos do Apostolado)

 

Perseguindo suas metas pessoais

Na fábula “Alice no país das maravilhas”, em determinado momento, a jovem personagem tem um encontro com um gato, dotado de estranhos poderes de surgir e esvanecer-se, por completo ou em partes.

Um tanto quanto assustada e mesmo carregando certa desconfiança em seu íntimo a heroína da história sente a necessidade de solicitar a ajuda a esta criatura mágica, pois se encontra absolutamente perdida em uma floresta naquela terra inóspita e confusa.

No referido episódio Alice pergunta ao gato qual caminho ela  deveria seguir, mas, para sua surpresa, a resposta obtida lhe parece ainda mais confusa. O gato lhe responde com tom de obviedade: “Depende aonde você quer chegar...”.

Este pequeno trecho da história nos remete a uma série de reflexões, através do exemplo metafórico, sobre a forma como nos conduzimos na busca por alcançar algum objetivo. O ato de traçar metas e sonhar com o atingimento das mesmas é algo extremamente prazeroso, porém tornar todo aquele desejo brilhante na mais pura realidade exige, em geral, trabalho árduo e paciência.

Podemos julgar que a iniciativa das pessoas no início de cada novo projeto é sem dúvida muito maior do que a persistência destas nas etapas subseqüentes e que em inúmeros casos a desistência ocorre justamente no momento em que o triunfo estava tão próximo.

Em linhas gerais, devemos considerar que o principal estímulo a ruína está extremamente relacionado com a falta de planejamento e acompanhamento do plano traçado para alcançar o objetivo. Talvez como reflexo do alto nível de imediatismo existente na população da atualidade, temos por hábito traçar apenas metas de curto prazo, que quando atingidas nos remetem a um estado de conformismo por determinado período até idealizarmos um novo projeto.

Falta-nos a coragem para estabelecer uma meta grandiosa para nossas vidas e dividi-la em objetivos menores com prazos bem definidos. Precisamos converter medo em perseverança e jamais desistir. Talvez parte deste plano seja exatamente incorrermos em fracassos por algumas vezes, ou então retroceder na seqüência de passos a serem alcançados para posteriormente retomar em direção mais oportuna.

O esporte nos demonstra exemplos freqüentes disto. Novos recordes superados, marcas jamais imaginadas, e tudo mediante ao esforço, dedicação e planejamento dos respectivos atletas. Alguém disposto a correr uma maratona, que jamais tenha realizado tal feito, necessita de um período de treinos em distâncias mais curtas, de cuidados com a saúde e o corpo, de um local seguro para treinar e necessita, acima de tudo, programar-se antecipadamente para obter o êxito vislumbrado.

Precisamos manter acessa em nossas mentes a idéia de que nenhum sonho pode ser maior do que nossa capacidade de alcançá-lo, pois o impossível só se mantém nesta condição até que o fato ocorra pela primeira vez e com resignação e persistência as possibilidades fatalmente serão potencializadas. 





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A Internet e a infância ( Jovens - Jorge Hessen )

:: A linguagem do caipira brasileiro ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Perseguindo suas metas pessoais ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Mantendo os pratos em movimento... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Educação financeira para crianças ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Amigos de verdade ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Escolhas e renuncias na juventude ( Jovens - Julio de Azevedo )

:: A evolução do conhecimento na linha do tempo ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Em busca do Super-Homem ( Jovens - Igor Matos )

:: A desculpa da tradição e a praxe em Coimbra ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Intercâmbio forçado ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Cursos de gastronomia ganham popularidade entre os jovens ( Jovens - Ana Paula Lisboa )

:: Julgando os erros alheios... ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Experiências longe de casa ( Jovens - Patrícia Cozer )

:: Drogas ( Jovens - Abilio Machado )

:: Conduta induzida ( Jovens - Carlo Dionei )

:: Palavra ao pé de orelha aos meninos adolescentes ( Jovens - Abilio Machado )

:: Mentoring e a formação da próxima geração ( Jovens - Ivan Postigo )

:: Construir pontes entre alunos e professores ( Jovens - Cíntia Vilani )

:: L, o tipo que continua mau ( Jovens - Mauro Moura )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo