-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Política
 
Jorge Azevedo

[ Jorge Azevedo ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Paisagista, Decorador, Professor e Poeta

 

Brasil, uma país grande... Somente.

Brasil, um país grande, tão distante de ser um grande país.

Um país grande em terra, tamanho, fronteiras. Jamais um grande país quando olhado pela educação, saúde, segurança, respeito à ética e dignidade do seu povo. Falta muito para o Brasil ser classificado como um grande país.

Mesmo tendo esta forma sincopada, este design bonito de – é um designe bonito o mapa do Brasil – país imenso, fronteiras continentais, retas e paralelas infindáveis, infinitas às vezes, um país grande de fato.

Para este país grande se transformar num grande país é necessário e respeitar o seu povo.

O Brasil possui leis severíssimas, leis belíssimas. Um código civil e penal, uma constituição conceituada, quiçá entre os melhores e mais perfeitos do mundo. De fato um país grande, tão distante de ser um grande país.

As universidades estão emporcalhadas por meandros politiqueiros e politicagem. Condições intelectuais e acadêmicas são substituídas por indicação e protecionismo, muitas vezes por trocas de favores, favores às vezes, carnais. Há casos conhecidos, há casos comprovados. Dentro do mundo acadêmico e cientifico há barganhas para se alcançar objetivos.

Se no topo encontram-se estes descaminhos, estas incoerências de soluções, estas formas vergonhosas e arcaicas de alcançamento de objetivos, imaginem lá embaixo, na base da pirâmide antes do afunilamento das ideias e das concepções.

Tudo isto torna o Brasil, de fato, somente um país grande, tão distante de ser um grande país.

Agora, abertamente, importa, o Brasil, mão de obra duvidosa, alimentando sistemas de governo combatido pela constituição, pelas cabeças pensantes, pelos suas cabeças dirigentes...

E como imaginar um grande país se contribuímos com países ofuscadores de liberdades, aprisionadores de direitos, denegridores de imagens, tolhedores de iniciativas. O brasileiro sonha em ser um grande país. Não quer somente a alcunha de país grande, de país continental.

Profissionais brasileiros têm seus salários achatados. Os mestres, formadores de profissionais, não são respeitados. Veem-se vilipendiados de direitos.

Olhem o salario de um vereador semialfabetizado e olhem o salario de um mestre com doutorado, numa sala de aula nas universidades federais deste país grande. Não sejamos hipócritas ao ponto de pedir para os salários dos nossos políticos serem vilipendiados, achatados. Eles precisam ter salario digno para manter sua postura ética e politica, mas, os profissionais representados por eles, muitas vezes aqueles que o colocaram no poder, merecem viver de fato numa nação aspiradora em ser uma grande nação, não somente uma nação grande.

O Brasil precisa mudar, o brasileiro precisa mudar. A mudança do Brasil só ocorrerá quando houver mudança na cabeça do brasileiro. Quando os brasileiros fizer uso consciente e ético, da ação e da atitude de votar.

Um gesto pequeno de tão grande importância, um gesto mínimo de tão máximo valor... Votar!

Votar de forma erudita, educanda, não votar desta forma passional onde o aspecto físico, a beleza plástica, o arquétipo helênico é superior à condição profissional e ética do candidato.

O candidato hoje, neste país grande não precisa ter valores, pelo contrário, quanto menos valor moral mais voto ele tem porque nós pagamos por estes votos. O suor do brasileiro é o dizimo pagando estes votos.

Transformaram este país grande num grande templo, onde cada um usurpa dízimos em forma de impostos, em forma de taxas, em forma de não troco e enquanto isto o Brasil distante de se transformar num grande país se abre ao mundo egoisticamente, orgulhosamente como um país grande.

Somos um país grande, tão distante de sermos um grande país.

Logo será o Brasil, esse torrão amado por seus filhos, um grande país. País aberto às oportunidades e possibilidades de crescimento aliado à ética e moral dos seus comandados e comandantes.

Rico é o Brasil. Rico em riquezas materiais, rico em riquezas intelectuais, rico em força de trabalho. É de fato, um grande país este país imenso. Ainda semiadormecido, é verdade, porém, em estado de alerta iluminado em cada uma de suas esquinas pelos holofotes do progresso e da esperança.

Pode até ser que, para alcançar os patamares sonhados por seus filhos, ainda seja necessário percorrer caminhos revestidos por pedras pontiagudas e espinhentas armadilhas, pode ser, mas, com a tenacidade do seu povo esta nação grande transformar-se-á, num futuro bem próximo numa grande nação. Pátria amada e respeitada por todos.

Amada pátria Brasil, um país grande vestindo um grande país.






Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Se todos são inocentes, quem são os culpados? ( Política - Jorge Azevedo )

:: Céus da Síria ( Política - Jorge Azevedo )

:: O valor do meu voto ( Política - Jorge Azevedo )

:: O pesadelo era sonho ( Política - Jorge Azevedo )

:: O poder da vergonha II ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Poder da Vergonha I ( Política - Manoel Tupyara )

:: A democracia não merece isto. ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Brasil político e seus políticos ( Política - Jorge Azevedo )

:: O processo de impeachment da presidente Dilma ( Política - Jorge Azevedo )

:: Faltou cimento, a casa caiu ( Política - Jorge Azevedo )

:: Constrói-se nova mentalidade nacional ( Política - Nylton Batista )

:: Brasil - Crise de Identidade 1 ( Política - Elisabeth Camilo )

:: Acordo da polêmica II ( Política - Nylton Batista )

:: Quem não tem cão, caça com gato - ou o Brasil que não queremos ( Política - Elisabeth Camilo )

:: As Mil Palavras ou Eu preciso me comunicar ( Política - Elisabeth Camilo )

:: A sociedade que eu quero viver ( Política - Jorge Azevedo )

:: Concepção negativa de pobreza ( Política - Luisa Lessa )

:: Por que se é contra a cpmf ( Política - Nylton Batista )

:: Os males da democracia ( Política - Roberto Bastos )

:: Abrace um bandido! ( Política - Manoel Tupyara )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo