-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em História e Literatura
 
Roberto Bastos

[ Roberto Bastos ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Historiador, professor de História, monarquista, budista, ex-músico e eterno estudante de artes marciais.

 

Profissionais da História

História

Um dos maiores equívocos de nosso povo é a idéia de que a pessoa formada em História é professor desta ciência e que atende somente a questão do magistério referente a esta “matéria”.

Contudo, este desconhecimento é uma idéia minimizadora sobre esta ciência e os profissionais relacionados à História.

A História como foi explicado no artigo “Para que serve a História e a quem ela serve?”1 foi explicado o que realmente é esta ciência, a sua serventia e a quem realmente ela atende. Neste artigo vamos apresentar quem são os profissionais que trabalham com a História.

Comecemos com o historiador, esta profissão tão desrespeitada e ignorada pelos brasileiros, cujo ofício se assemelha a de um detetive2, na investigação dos fenômenos históricos, na interpretação dos registros deixados pelos gigantes de antanho e no diálogo com eles e as fontes históricas na missão de encaminhar os homens ruma a civilização.

Temos ainda os genealogistas que pesquisam as raízes familiares, as ancestralidades e as histórias de família, símbolos heráldicos, relacionando-os com as virtudes e potencialidade de seu patriarca/matriarca, a fim de manter os homens conectados com suas heranças genéticas, com suas identidades familiares e sociais e honrar os ancestrais3.

Os arqueólogos são historiadores que pesquisam desde civilizações antigas até povos primitivos, como os povos nômades ágrafos e interpretam os Modus Vivendi no intuito de contar como aconteceu a historicidade e devir histórico naqueles períodos imemoriais. Realizando o mesmo diálogo dos historiadores como seu objeto de estudo.

Genealogia

Contudo, a Arqueologia foi classificada como uma ciência auxiliar, mas como ciência é uma ferramenta importante na investigação dos primórdios dos passos da humanidade, pois como explica a sua etimologia: Arque (Arché) – primitivo, primeiro, primórdios e Logia (Logos) – conhecimento, estudo. Ou seja, ela é o estudo dos primórdios e é uma ferramenta investigativa importante na História e utiliza a linguagem da Antropologia como base no seu Modus Operandi de pesquisa.

Os paleontólogos estudam um período muito mais antigo, considerado como a “juventude do Planeta”, e investiga a vida antiga no mundo, mais precisamente as vidas animais e vegetais e a formação mineral do planeta relacionando com os processos de mudanças sofridos pelos seres e pela Natureza. Também foi considerada como ciência auxiliar e classificada como História Natural, em virtude de seu diálogo interdisciplinar com a Biologia e seus estudos de animais e plantas antigos - os fósseis.


Porém, estes não são os únicos profissionais que trabalham com a História, pois eles trabalham em outras áreas relacionadas a esta ciência, como a guarda, restauração e conservação e exposição.

Como guardas dos registros documentais primários temos os arquivistas, que com seu ofício de guarda, classificação, organização e acondicionamento de documentos colaboram com a memória e o trabalho de investigação histórica.

O museólogo é o profissional que trabalha com a guarda, catalogação, organização e exposição de acervos materiais históricos e artísticos, pois como foi explicado no artigo sobre os Museus4, estes são os templos e as moradas das Musas, que guardam a História e as artes dos homens de antigamente. Mais uma vez a memória tem um lugar garantido e o trabalho do historiador é fundamental para o Museu e o museólogo.

Entretanto, nos bastidores da História, mais precisamente no trabalho de restauração e conservação das fontes e acervos guardados ou expostos. São os tecnólogos de conservação e restauro em bens culturais, uma profissão que por descuidado, maldade e falta de carinho ficaram ignorados no seu ofício de restaurar e conservar os objetos materiais da História.


Com relação a esta profissão da área tecnológica, precisamos respeitar e honrá-los devidamente, pois na verdade este ofício e seu curso de formação sumiram dos quadros de cursos oferecidos em todos os institutos politécnicos da maioria dos Estados do Brasil, sobrando apenas no Estado de São Paulo. Este curso profissionalizante atende a demanda de trabalho na manutenção de patrimônios históricos e culturais5.

Caro leitor, não esquecemos do professor de história, porém faremos uma consideração crítica sobre esta profissão, pois se tornou desnecessário nos curriculum escolares, pois ao público oligofrênico, estupido, instintivo, ignóbil, anacrônico, animalesco e ignorante não se interessa em História. E os professores de História estão perdendo seus tempos e seus potenciais em discursos para uma plebe arrogante.


Sendo assim os cursos universitários de História precisam se concentrar em formar Eruditos em História, pois descobrimos que as pessoas precisam de maturidade para se interessar e estudar História para lapidarem a sua cidadania6.

Desta forma a História como ciência no Brasil é desvalorizada, pois o povo brasileiro não fará sua reflexão histórica, já que não se vê como um agente histórico e estará eternamente preso a sua Roda de Samsara e anestesiado nos braços de Maya (ilusão).


Notas e referência bibliográficas:

2BLOCH, Marc - Introdução a História – Editora Europa América – Pág. 128 e 129.

6CONFÚCIO - Os Analectos - L&PM Editora -2008 - São Paulo - S.P. - L.II - v. 23 - pág. 53.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Remanso da vida ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Ter bons amigos é ter mais saúde e felicidade ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Um olhar sobre o ensino de português ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: O português é uma realidade monolítica no Brasil? ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: História Cultural: o Rock n’ Roll brasileiro da década de 1980. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Década de 1970 – O contexto musical do Brasil: o Estrangeirismo. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: O que é a verdade? ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: Epiteto: Filósofo e escravo. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Apreciação literária: Paz Guerreira de Talal Husseini. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Ariano e sua eterna luta contra moinhos que não são de ventos. ( História e Literatura - José Flôr )

:: História das mentalidades: O Esperanto. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Coração da Mata ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: O redescobrimento do Heliocentrismo e da esfericidade da Terra. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Considerações literárias: diários, semanários e mensários...qual é a melhor escolha? ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: Quinze de novembro de 1889 – O golpe da República e a interrupção do processo civilizatório. ( História e Literatura - Roberto Bastos )

:: A arte de viver só ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A desesperança em Wander Piroli ( História e Literatura - Lecy Pereira )

:: O mito da palavra Saudade ( História e Literatura - Luisa Lessa )

:: A Cultura do hedonismo e o Vale+ Cultura ( História e Literatura - Mauro Moura )

:: Profissionais da História ( História e Literatura - Roberto Bastos )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo