-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Religião Cristã
 
Alessandro Mendonça

[ Alessandro Mendonça ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista Nacional (DF) em 1997 e ordenado Pastor batista em 1998.

 

Importa antes obedecer à Deus

No capítulo cinco de Atos dos Apóstolos os discípulos Pedro e João são lançados numa prisão pública por desobedecerem à ordem do Sumo Sacerdote para que parassem de pregar a ressurreição de Cristo. Uma excelente história para se meditar sobre até que ponto nossas convicções de fé resistem. 

Levantaram-se então os sumos sacerdotes e seus partidários {isto é, a seita dos saduceus} cheios de inveja, e deitaram as mãos nos apóstolos e meteram-nos na cadeia pública. Mas um anjo do Senhor abriu de noite as portas do cárcere e, conduzindo-os para fora, disse-lhes: Ide e apresentai-vos no templo e pregai ao povo as palavras desta vida. Obedecendo a essa ordem, eles entraram ao amanhecer, no templo, e puseram-se a ensinar. Enquanto isso, o sumo sacerdote e os seus partidários reuniram-se e convocaram o Grande Conselho e todos os anciãos de Israel, e mandaram trazer os apóstolos do cárcere. Dirigiram-se para lá os guardas, mas ao abrirem o cárcere, não os encontraram, e voltaram a informar: Achamos o cárcere fechado com toda segurança e os guardas de pé diante das portas, e, no entanto, abrindo-as, não achamos ninguém lá dentro - Atos 5:17-23

Todo aquele que crê em Jesus conforme o Evangelho se verá confrontado com algum tipo de autoridade em algum momento. Esse é o grande tema deste capítulo: o “choque de autoridades”. 

A autoridade do Sumo Sacerdote x A autoridade de Deus - O Sumo Sacerdote disse “Prenda”. O Anjo do Senhor disse “Pregue”. O Sumo Sacerdote disse “Para a prisão!”. O Anjo do Senhor disse “Para o Templo!”

A autoridade da prisão x A autoridade “do Vácuo” - A fé em Jesus não apenas nos liberta das prisões religiosas como também põe em desordem e em conflito as autoridades que se levantam contra nós. Os sacerdotes mandam buscar na prisão detentos “que não estão lá” (At 5.22). Tudo estava conforme o ordenado: portões trancados, guardas à porta e, dentro da cela, o “vazio” e, contra o vazio nada se pode fazer.

Prisão Vazia x Cabeça Cheia (de dúvidas) – As autoridades religiosas que mandaram prender os discípulos se viram presas da perplexidade quando tomaram conhecimento do inexplicável desaparecimento dos encarcerados (At 5.24) . Uma vez perplexo, o sujeito fica sem iniciativa; fica sem capacidade de decisão porque falta-lhe a capacidade de discernir, de entender o que está acontecendo. Foi isso que ocorreu aos perseguidores. Deus aprisionou as autoridades ao transformar uma cela vazia num enigma indecifrável. Uma cabeça cheia de dúvidas é uma prisão sem muros.

Fúria x Reflexão / Presente x Passado / Açoite x Alegria  - Se entendermos a autoridade como algo que se impõe, algo que determina nossa conduta, podemos dizer que esse texto mostra uma gama diversa de manifestações de autoridade. A “fúria” pode ser um tipo de autoridade, algo que nos compele a tomar decisões imediatas. Tanto é que, costumamos dizer  que fomos “tomados de raiva”, que “não conseguimos nos conter” ou expressões do tipo que sugerem ter a raiva um poder quase irresistível. 

Os líderes religiosos se viram diante disso e desejavam matar os apóstolos (At 5.33 - “ficaram furiosos e desejavam matá-los”), mas, contra a “força da fúria”, Gamaliel (um dos maiores mestres da Lei da História de Israel e membro daquele Sinédrio) invoca a força e a autoridade da reflexão (“considerem cuidadosamente o que pretendem fazer a esses homens” - At 5.35) e a autoridade do passado, da história (At 5.36-37). Gamaliel relembra aos seus colegas magistrados de dois episódios de falsas lideranças que se levantaram em nome de Deus e sucumbiram à própria falácia de suas pretensões. Diz Gamaliel: “Eu os aconselho: deixem esses homens em paz e soltem-nos. Se o propósito ou atividade deles for de origem humana, fracassará; porém se proceder de Deus, vocês não serão capazes de impedi-los, pois se acharão lutando contra Deus” (At 5.38,39). 

O Sinédrio atendeu à argumentação irrefutável de Gamaliel e puseram os apóstolos em liberdade, mas não sem antes açoitá-los e ordenarem que não mais falassem o nome de Jesus (At 5.40). E, aqui, há mais um “confronto de autoridades”:  A autoridade do Açoite x a Força da Alegria: “Os apóstolos saíram do Sinédrio alegres por terem sido considerados dignos de serem humilhados por causa do Nome. Todos os dias, no templo e de casa em casa, não deixavam de ensinar e proclamar que Jesus é o Cristo”

A autoridade, para ser respeitada precisa ter “interioridade”; é necessário um componente de credibilidade da parte de quem está sob ela. Mas, para os discípulos, a autoridade do açoite não passava de um atestado de identificação com Aquele que havia padecido sob as mesmas perseguições. O resultado: a força da chibata só qualificou ainda mais a alegria daqueles para quem prisões não os contem, açoites não intimidam e para quem “importa antes obedecer a Deus que aos homens” (At. 5.29)





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Mais ficção e menos conhecimentos bíblicos ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Avivamento e convicçao de pecado ( Religião Cristã - Silaell Dantas )

:: Bendito seja o Deus da nossa salvaçao ( Religião Cristã - Silaell Dantas )

:: A inegociável Palavra de Deus ( Religião Cristã - Silaell Dantas )

:: Tempos difíceis profetizados por Jesus Cristo ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Se Tu És Igreja de Deus ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Por Se Multiplicar a Iniquidade ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O Paradoxo de Epicuro ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: A Multiplicação Dos Pães E Peixes ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Filhos orientados para a fé ( Religião Cristã - Carlo Dionei )

:: Importa antes obedecer à Deus ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Perigosas polêmicas religiosas ( Religião Cristã - Ruy Matos )

:: Lidando com reclamações ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: O missionário viável - alguém que torna a vida melhor onde quer que esteja ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: As verdades sobre a Videira ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Verdade Está Com Os Símplices ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: A vida que somente Ele dá ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: A Triade da Graça ( Religião Cristã - Linaldo Lima )

:: O Sucesso é... Ser Um Escolhido! ( Religião Cristã - Alessandro Mendonça )

:: Milagres ( Religião Cristã - Carlo Dionei )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo