-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Política
 
Manoel Tupyara

[ Manoel Tupyara ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Bacharel em comunicação social, habilitação jornalismo, graduado pela Universidade Gama Filho

 

Abrace um bandido!

Cada povo tem o seu valor e também o desvalor. O Brasil foi colonizado pelos portugueses, quando esses chegaram aqui em terra firme e encontraram os índios nus, sem uma roupa na pele e trouxeram consigo os negros africanos para servirem de escravos para os nobres e enaltecer a economia da Colônia.

Por natureza o povo brasileiro sempre foi e é administrado pelas elites, a direita sempre triunfou no ápice da nossa governança, tanto é verdade que a turba até hoje depois de mais de quinhentos anos ainda vive na mais absoluta miséria, morando em conjunto de habitações precárias, sem transportes dignos de seres humanos, ganhando salários que são valores traduzidos em humilhação, sem a mínima assistência de saúde etc.

O Brasil dos brasileiros por muitos anos é enganado por aqueles que os elegemos. Mas por serem esses sujeitos com o passar dos tempos ocultos gostam de serem hipócritas em umas séries de coisas.

O que mais deixa a sociedade brasileira pessimista é com relação ao Congresso Nacional quando ameaça por em pauta a menor idade. O Pode Executivo, tendo a frente à presidente Dilma Rouseff, discursa hipocritamente ser contra a diminuição da idade Penal.

A presidente é contra a redução porque ela obviamente mora                em Brasília, tem um corpo forte de segurança bancado pelo povo brasileiro, não coloca em risco a integridade física sua e nem da família,

O fingimento do discurso voltado para o humilde querendo traduzir a ideologia esquerdista que o Partido dos Trabalhadores empenhou como bandeira, mas que na verdade hoje é muito mais direita que a própria extrema, não convence eleitor algum.

A razão é que o hoje Partido dos Trabalhadores com alma de direita tem em seu seio o que toda a elite tem. Raiva, ódio do pobre, “A carta que  os professores universitários federal do Rio de Janeiro criou para arquivar aquilo que o governo chama de Pátria Educadora fala por si só”.

É necessário desmascarar o PT e colocar fogo em seu coliseu. O povo tem que voltar as ruas  como em 2013, fazer pressão não para a menor idade ser a partir dos 16 anos e sim a partir dos nove, para atravancar qualquer intuito marginal de usar menores para esse fins ou mesmo esses adolescentes que têm o visionário voltado para a prática criminosa começar a pagar os seus erros com remédio amargo.

Quem tiver pena de delinquentes que os abrace. Uma frase igual a esta dita por uma apresentadora de telejornal quase a levou a guilhotina. Esta frase proferida pela jornalista foi com certeza ratificada por 99% dos brasileiros, só que o nosso povo é hipócrita e não teve coragem por característica de personalidade comungar alto e em bom som com a narradora.

Enquanto o nosso povo continuar se escondendo em uma capa ou véu de incógnita com medo de defender aquilo que ele acha justo, as nossas vidas vão continuar assim, nossos familiares morrendo covardemente, vítimas da violência urbana que assola as nossas cidades, tudo por conta da absoluta ausência de leis criadas pelo nosso Congresso. As que existem assistem os criminosos em sua plenitude.

O parlamento nacional é incapaz de fazer uma pauta para endurecer as leis do Código Penal Brasileiro que vive desde 1940, já está macróbio,  sofrendo de doenças pertinentes a idade e com isso sem forças para combater o mal que mata os nossos compatriotas.

Com isso o que vemos é que o crime no Brasil, principalmente o urbano, compensa, pela falta de um instrumento forte que possa contê-lo, ou seja: que os criminosos possam ter medo de praticá-lo, pensando mil vezes antes de executá-lo e com isso não consumindo. A lei dura não é para confinar ninguém, é para o cidadão não cometer o crime em si, e ele ter reflexão e com isso ele mesmo não se punir do ato que o cometeu.

Isso é assim desde que o mundo é gente. Nas civilizações antigas do Oriente Médio, como a Mesopotâmia e outras, três mil anos antes de Cristo, as leis eram duríssimas e a população comparada com a nossa, era minúscula e não tinham os números de crimes, porque o indivíduo tinha medo do braço dura da lei.

Enquanto os nossos legisladores continuarem com hipocrisia, discursos mentirosos que não refletem a verdades, dentro de cada um dos parlamentares, sempre a procura de votos, o Brasil está fadado a continuar como está. O cidadão de bem perdendo a vida de maneira covarde, suas famílias e amigos chorando de maneira revolta e com razão pela perda covarde que em muito poderia ser sim evitada.

Pelo andar da carruagem essa situação de descontento vindo da sociedade vai perdurar por muitas décadas. Vamos ter notícias de muitos brasileiros de bem tendo suas preciosas vidas serem ceifadas por contas de um Congresso que veste uma capa de pusilânime, transmitindo humanidade de preocupação com aqueles que eles denominam minoria, mas que na verdade esses eleitos homens são réus no que diz respeito à falta de obrigação de implementar leis que dê escolas, alimentos, vestimentas, residências, saúde, controle rígido de natalidade para que não fiquem perambulando em praças públicas, porque o bem social não chega a alguns e não chegará a muitos.

O Brasil simplesmente necessita de eleger deputados e senadores de verdades. Que esse parlamento de verdade façam leis de verdades, sérias, que defendam a sociedade como um todo. Hoje, na realidade, o país não tem legisladores, tem sim títeres, que são a mesma coisa de fantoches de marionetes, ou seja, são elementos que brincam de políticos. Vestem a roupa do faz de conta, igual a brincadeira de polícia e bandido.

O Brasil está carente de homens com “H” maiúsculo e que façam política com “P” maiúsculo, só assim vamos começar a respirar democracia em m3 reduzidos, mas de pura qualidade. Mas antes de tudo isso o nosso povo tem que acordar da modorra que habita em sua alma desde a colonização portuguesa, algo que já está entranhado não só em nossas veias como na alma que o habita, o que se traduz em cultura estampada na face e no comportamento de nossa gente.        





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A crise no Rio de Janeiro. ( Política - Roberto Bastos )

:: PSDB, o partido que não sabe o que quer ( Política - Jorge Azevedo )

:: Sobre as terceirizações ( Política - Roberto Bastos )

:: As mentiras de um governo ( Política - Jorge Azevedo )

:: Presídios lotados ( Política - Roberto Bastos )

:: Confissão de culpa ( Política - Jorge Azevedo )

:: Toalhas de prato ( Política - Jorge Azevedo )

:: Provas e evidências ( Política - Jorge Azevedo )

:: Encontro de exércitos ( Política - Jorge Azevedo )

:: Se todos são inocentes, quem são os culpados? ( Política - Jorge Azevedo )

:: Céus da Síria ( Política - Jorge Azevedo )

:: O valor do meu voto ( Política - Jorge Azevedo )

:: O pesadelo era sonho ( Política - Jorge Azevedo )

:: O poder da vergonha II ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Poder da Vergonha I ( Política - Manoel Tupyara )

:: A democracia não merece isto. ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Brasil político e seus políticos ( Política - Jorge Azevedo )

:: O processo de impeachment da presidente Dilma ( Política - Jorge Azevedo )

:: Faltou cimento, a casa caiu ( Política - Jorge Azevedo )

:: Constrói-se nova mentalidade nacional ( Política - Nylton Batista )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo