-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em X Diversos
 
Fabiana Barros

[ Fabiana Barros ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Jornalista, contista, escritora e palestrante. Escreveu roteiros para televisão e cinema, além de musicais infantis. Autora de diversos livros.

 

A finitude humana

Aprendemos a criar nossas próprias diretrizes e direção... Criamos rotas e trilhas, onde vencemos a inércia e descobrimos uma aptidão. Viramos peças úteis neste imenso quebra-cabeças chamado de vida. É verdade que, às vezes, raciocinamos demais e esquecemos da pitada essencial de emoção que todo ser humano precisa para viver em paz. O importante é continuar caminhando com fé, criando e errando, mas tentando acertar palavras, textos imaginários onde cabe a cada ser humano entoar um ideal. Que venha o carnaval e todos os foliões para viver histórias, gravar na memória o gosto bom de um verão. Experimentar as nuances da finitude, a mesma que ilude e desapega,excita e some. Às vezes, ela deixa marcada na palma rda mão e na peleos erros e destemperanças, mas quem ainda não foi vítima de uma ilusão? Que venham todos os poetas, cantadores e palhaços que com seus laços e traços desenham e pintam no meio de uma grande multidão.

A arte de viver, assim como a de escrever e pontuar fatos é circular. É puro movimento de corpo e, também, da alma., danças, rituais de uma esperança marcada por um ponto final. Quem acredita na finitude é capaz de crer na eternidade, porque com o passar do tempo acaba se convencendo que ser imortal é um estar condenado a um sempre que sempre acaba. E nem mesmo uma alma preguiçosa deixará de passar por este processo que parece cíclico, mas que até hoje não recebeu uma autenticação verídica. Ah! As verdades são falhas e nem sempre convence quem as escuta pela primeira vez. Ser sonhador e audacioso talvez seja o caminho de um crescimento constante. Uma diretriz oportuna para todos os seres que são capazes de perceber uma oportunidade.

 Divagar e não condenar os pensamentos a crenças que pregam a finitude humana como condição para deixar de sonhar com o infinito. Continuarei acreditando que a eternidade é um convite aos sonhadores.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A finitude humana ( X Diversos - Fabiana Barros )

:: O apocalipse nas mãos dos homens? ( X Diversos - Jorge Azevedo )

:: Aprendizado ( X Diversos - Luiz Martins )

:: Ensaio sobre a surdez ( X Diversos - Elisabeth Camilo )

:: Metas ( X Diversos - Luiz Martins )

:: O que é mais importante, ser inteligente ou ser esforçado? (II) ( X Diversos - José Menegatti )

:: Algumas explicações ( X Diversos - Sivaldo Venerando )

:: Feliz Ano Novo Ano Novo: Happy New Year ( X Diversos - Luisa Lessa )

:: Sociedade secreta para o emprego ideal ( X Diversos - Sílvia Sena )

:: Você está criando ou adiando o futuro? ( X Diversos - Ivan Postigo )

:: Descrição do amor ( X Diversos - Patrícia Cozer )

:: Um dia bom para falar de sacanagem ( X Diversos - Jorge Azevedo )

:: os apreciadores da cachaça e os hipócritas de plantão. ( X Diversos - Pedro Agostinho )

:: Descaso de recepcionista ( X Diversos - Patrícia Cozer )

:: A Sapiência do apedeuta x evolução ( X Diversos - Luiz Phelipe )

:: O valor das pequenas coisas ( X Diversos - José Flôr )

:: Afinal, somos o país do carnaval, do futebol ou da bundalização? ( X Diversos - Pedro Agostinho )

:: Campo Santo: Entre a Vida e a Morte! ( X Diversos - Albino Sobrinho )

:: Carta aos Chicos, Joãos, Marias, Carolinas... II ( X Diversos - Farid Houssein )

:: Tecnologias, Comemorações e Vida ( X Diversos - Virgínia Origuela )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo