-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Política
 
Jorge Azevedo

[ Jorge Azevedo ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Paisagista, Decorador, Professor e Poeta

 

Céus da Síria

Continuando como está, não sei se valerá a pena insistirmos nesse país. A cada dia uma bomba explode em algum recanto desta nação. São tantas as bombas que terroristas nem querem competir com suas bombas. Diante das bombas que aqui explodem a cada momento as deles se tornam ineficazes. Continuando assim será melhor pendurar chuteiras e togas; guardar violões e jalecos; tornar imprestáveis cuícas e escalímetros. Continuando tudo como está o melhor é todo mundo se transformar em político, de preferência Deputados Federais e Senadores. Continuando assim melhor assaltante de banco deixar de assaltar banco e se candidatar para os próximos pleitos.

Está mesmo uma vergonha a quantidade de bombas que explodem nos cantos e recantos do país. São tantas que já não há seleção de local. Pode ser numa Petrobrás, como pode ser numa prefeitura no meio da floresta amazônica. As bombas perderam noção de endereço, tanto que as bombas terroristas se tornaram ineficazes aqui e nem chegam, os estragos que elas poderiam fazer são mínimos diante dos estragos das bombas de cá. Uma bomba terrorista mataria quanto de uma vez? 100? Ora, ora, um roubinho qualquer no Ministério da Saúde mata 1.000, não por vez, por cada 10.000. Um roubinho no Ministério da Educação mata de uma vez os sonhos de um milhão de brasileiros. Que bomba terrorista tem esse poder de destruição?

Continuando como está até os terremotos previstos para daqui a alguns milhares de anos se desviarão do Brasil. Como os terremotos e furacões competirão com os Deputados Federais e Senadores? Um terremoto em grande escala matará quantos brasileiros de uma vez? Qualquer roubinho orquestrado por petista de pequena graduação mata projetos, perspectivas, possibilidades em um continente. Para que os terroristas se preocuparão em explodir suas bombas aqui se aqui já temos políticos que são mais mortais que todas as bombas terroristas juntas? Enquanto lá fora, com um caminhão eles matam oitenta em uma ação, aqui, por causa de roubinhos pequenos, sem saneamento chega um mosquitinho e de uma só vez mata mais que todos os caminhões juntos roubados pelos terroristas.

O Brasil está livre de ataques terroristas. Temos aqui uma Síria e ela está logo ali em Brasília. A sede do quartel terrorista brasileiro está instalada, uma parte no Senado Federal e outra parte na Câmara dos Deputados. Os chefes todos conhecem, não estão lá, mas, de lá eles ordenam e coordenam. Não é que o Brasil esteja livre de vulcões, mas, a natureza se acha incompetente para digladiar-se com os políticos brasileiros e em matéria de destruição ela sabe que será um refresco em terra de cachaceiro. A natureza não põe os vulcões do Brasil porque no Brasil já temos o PT, o PP, o PMDB, o PSDB, o PCdoB, o PTB e tantos outras siglas que são competentes para produzir estragos maiores que todos os vulcões do mundo, juntos, explodindo no Brasil.

Continuando assim, nem Deus passará mais sobre o Brasil, ele terá medo de se encontrar com algum político, principalmente se for político de Brasília, do menor ao maior, se for político do Rio de Janeiro, se já tiver sido presidente do país ou de algumas estatais... E continuando assim quando Deus estiver passando pelo Brasil, preferirá passar pelos céus da Síria... Continuando assim.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Confissão de culpa ( Política - Jorge Azevedo )

:: Toalhas de prato ( Política - Jorge Azevedo )

:: Provas e evidências ( Política - Jorge Azevedo )

:: Encontro de exércitos ( Política - Jorge Azevedo )

:: Se todos são inocentes, quem são os culpados? ( Política - Jorge Azevedo )

:: Céus da Síria ( Política - Jorge Azevedo )

:: O valor do meu voto ( Política - Jorge Azevedo )

:: O pesadelo era sonho ( Política - Jorge Azevedo )

:: O poder da vergonha II ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Poder da Vergonha I ( Política - Manoel Tupyara )

:: A democracia não merece isto. ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Brasil político e seus políticos ( Política - Jorge Azevedo )

:: O processo de impeachment da presidente Dilma ( Política - Jorge Azevedo )

:: Faltou cimento, a casa caiu ( Política - Jorge Azevedo )

:: Constrói-se nova mentalidade nacional ( Política - Nylton Batista )

:: Brasil - Crise de Identidade 1 ( Política - Elisabeth Camilo )

:: Acordo da polêmica II ( Política - Nylton Batista )

:: Quem não tem cão, caça com gato - ou o Brasil que não queremos ( Política - Elisabeth Camilo )

:: As Mil Palavras ou Eu preciso me comunicar ( Política - Elisabeth Camilo )

:: A sociedade que eu quero viver ( Política - Jorge Azevedo )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo