-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Política
 
Jorge Azevedo

[ Jorge Azevedo ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Paisagista, Decorador, Professor e Poeta

 

Toalhas de prato

Que momento tenso estamos vivendo ultimamente. Descrédito e desânimo, desavença de pensamentos, incrédulos não acreditamos que é verdade tantas verdades expostas. Há tanta fragilidade em tudo que se apregoa... Estou com medo de todas as mentiras deixarem de ser mentiras e se transformarem em Medidas Provisórias.

Quanto tempo faz que não somos honestos? Quanto tempo faz que alimentamos em nós, sem exceção, mentiras para tentar não sucumbir diante de tantos desalinhos? E não falo de prós e contras. Acabou no Brasil situação e oposição, estamos todos, brasileiros e brasileiros, não importa de que corrente, estamos todos seguindo para o mesmo buraco. Quanto tempo mentimos, os dois lados, defendendo mentiras como se fossem verdades?

O amanhã é uma incógnita, tanto na política, quanto na economia. O amanhã é uma incógnita, tanto na segurança, quanto na educação. Estamos algemados, amordaçados, vendados. Sem saída não temos para onde ir. Se subimos ou descemos não faz mais diferença. Se caímos ou levantamos é a mesma coisa, como é a mesma coisa a cor de nossa camisa. O mal cairá nas costas de todos, independente de ideologia.

Para a justiça do Brasil não havia câncer pior que a justiça que nossa justiça fez em relação à chapa Dilma/Temer. A justiça se desmoralizou como se houvesse por trás uma propina patrocinando. Não tem como não abandonar, como evidência, ou desconfiança, que algo de muito anormal aconteceu no julgamento pelo TSE. Algo horripilante pode ter acontecido, pode estar acontecendo, não é normal em nenhuma sociedade, tantas provas e evidências serem desprezadas.

Não são pessoas "normais" que trouxeram à baila o trem de depoimentos, de documentos. Bancos internacionais enviaram para o Brasil contas e extratos. Quem recebeu as propinas disse que recebeu as propinas, quem pagou as propinas disse que pagou as propinas. Foram pessoas gabaritadas, políticos e empresários, alguns presos, alguns já condenados, alguns até devolveram parte do dinheiro. Todos disseram as finalidades e endereços das propinas. Homens tarimbados se deixaram carimbar por dúvidas e desconfianças e absolveram o que não era capaz de ser absolvível.

Como negar a possibilidade de malas terem corrompido a justiça, já que malas corromperam a sociedade politica do país? O presidente está presidente ainda pela pusilanimidade da justiça do país que apoia o crime, absolvendo criminosos. O presidente, mesmo com tantas evidências de crimes continua presidente, abonado por quem de direito e obrigação moral tinha o dever e o poder de interromper a escalada do crime na república, a não ser que malas estejam sendo sorrateiramente arrastadas por trás das togas. Eu não quero acreditar... Há por trás das togas quem mereça dos brasileiros honrarias e aplausos. Por trás das togas há quem mereça se escrever em todas as enciclopédias internacionais. Não quero crer que por trás de algumas togas haja quem tenha trocado sua biografia na história por alguns cifrões.

Cifrões abrem os olhos e cifrões cegam. Não quero crer que estão sendo cegos pelos cifrões quem decide os destinos desta nação, pois a cegueira provocada não isola esquerda e direita, oposição e situação. A cegueira provocada pelos cifrões unirão a todos os brasileiros no lamaçal, na fome, na desordem, na bagunça.

Lembrei-me de uma história hilária. A menina começou a trabalhar na casa de doutor João, chegada do interior, veio com o seu linguajar, o seu dialeto e depois de lavar a louça do almoço chegou na sala e perguntou a dona Ritinha onde estava as toalhas de prato e dona Ritinha rindo explicou a menina "não temos aqui toalhas de prato, só usamos toalhas de algodão ou de papel. Toalhas de prato se quebram a não ser que sejam de plástico". Rindo ela mostrou à menina onde guardava as toalhas para secar as louças. Acho que nossa justiça hoje está confundindo toalha de prato com toalha para secar pratos... Será?






Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Sobre as terceirizações ( Política - Roberto Bastos )

:: As mentiras de um governo ( Política - Jorge Azevedo )

:: Presídios lotados ( Política - Roberto Bastos )

:: Confissão de culpa ( Política - Jorge Azevedo )

:: Toalhas de prato ( Política - Jorge Azevedo )

:: Provas e evidências ( Política - Jorge Azevedo )

:: Encontro de exércitos ( Política - Jorge Azevedo )

:: Se todos são inocentes, quem são os culpados? ( Política - Jorge Azevedo )

:: Céus da Síria ( Política - Jorge Azevedo )

:: O valor do meu voto ( Política - Jorge Azevedo )

:: O pesadelo era sonho ( Política - Jorge Azevedo )

:: O poder da vergonha II ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Poder da Vergonha I ( Política - Manoel Tupyara )

:: A democracia não merece isto. ( Política - Manoel Tupyara )

:: O Brasil político e seus políticos ( Política - Jorge Azevedo )

:: O processo de impeachment da presidente Dilma ( Política - Jorge Azevedo )

:: Faltou cimento, a casa caiu ( Política - Jorge Azevedo )

:: Constrói-se nova mentalidade nacional ( Política - Nylton Batista )

:: Brasil - Crise de Identidade 1 ( Política - Elisabeth Camilo )

:: Acordo da polêmica II ( Política - Nylton Batista )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo