-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Crônicas e Poesias
 
Jorge Azevedo

[ Jorge Azevedo ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Paisagista, Decorador, Professor e Poeta

 

Você, o amor de minha vida

Quando eu procurei você

pensei apenas em encontrar

um amor para eu amar,

não imaginei chegar aos céus

e nem mergulhar nas estrelas.

 

Quando eu encontrei você,

você era para mim a namorada

que me estimularia a beijar,

não imaginei em você a deusa

que me transporta para as nuvens.

 

Quando conheci você eu pensei,

na inveja que meus amigos sentiriam

e sorri lhe vendo comigo de mãos dadas,

não imaginei que você me ensinaria

os segredos da arte de se apaixonar.

 

E eu me apaixonei por você,

quando beijei você pela primeira vez

descobri que jamais havia beijado,

quando tomei seu corpo num abraço

descobri que jamais havia abraçado.

 

Descobri que com você em minha vida

tudo estava acontecendo pela primeira vez,

eu precisava que você chegasse

para eu encontrar os caminhos da paz,

esta paz que só se encontra com o amor.

 

Eu só queria encontrar alguém

que dividisse comigo meu tempo,

conversasse comigo nas noites,

fizesse amor comigo nas madrugadas,

escutasse os meus poemas nas tardes.

 

Jamais pensei que encontrando você

eu encontraria minha vida perdida

nos meandros das orgias noturnas,

nas roupas soltas que eu encontrava

jogadas pelo chão de minha casa.

 

Sem impor regras, você educou-me,

sem algemar-me, você prendeu-me,

sem gritos estridentes, calou-me a voz,

sem brigar comigo, tornou-me dócil,

sem exigir carinho, tornou-me amante.

 

Quando encontrei você não pensei,

que estava me encontrando comigo,

quando saí para procurar, como saber

que estava indo buscar a semente

que germinaria em mim a felicidade?

 

Quando eu procurei você, eu não sabia,

quando eu encontrei você, eu não sabia,

quando eu conheci você, eu não sabia,

eu não sabia que naquele instante

estava diante do amor de minha vida.






Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Eu pensando em você ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Quando a tarde parece que dorme ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Canto a um momento de melancolia ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: O nascer do amor ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Tentações ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Lágrimas e lágrimas ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Violência contra a mulher não é somente o murro que transfigura ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: O valor de um ponto ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Xis da questão ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Saudade de quem amo ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: A ultima pedra ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Já vi anjos ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Palavras de um Anjo ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Saudade dos olhares ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Uma das minhas namoradas ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Aposentando a aposentadoria ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Você, o amor de minha vida ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: A energia do chão ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Palco ou plateia ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: O amor é um sentimento interino ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo