-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Religião Outras
 
Roberto Bastos

[ Roberto Bastos ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Historiador, professor de História, monarquista, budista, ex-músico e eterno estudante de artes marciais.

 

Compreendendo o Politeísmo.


Quando dialogamos com as pessoas sobre o politeísmo, tanto dos povos antigos como nas demais crenças atuais, as expressões manifestadas são de incompreensão, intolerância, anacrônias e escárnios.

 O politeísmo, significa Poli – muitos, Theos – Deus e Inteligência, e ismo, sufixo que designa engajamento. Desta forma se faz entender a manifestação de seres mais elevados espiritualmente e energeticamente que os humanos e que são reverenciados, admirados e louvados pelos segundos. Embora, esses seres divinos ainda estejam presos a suas Rodas de Samsara e sofrerem a ação do Karma acumulado por eles.


Compreender os outros e respeitar suas crenças, seus caminhos e suas formas de serem e estarem no mundo é um dever nosso e um exercício de alteridade. Assim como compreender e aceitar a manifestação de divindades que se inserem em uma harmonia cósmica, natural e mental, que nos emprestam ou doam suas energias a fim de realizarem o funcionamento sútil do mundo como o conhecemos.

Podemos classificar o politeísmo como:


  • ·         DEÍSMO: Os deuses presentes na Natureza, considerados como Deuses Completos, que exercem suas funções planetárias e cósmicas. Chamados pelos japoneses de Kami (uma denominação shintoísta para a essência divina em todas as coisas da natureza). Tal princípio eram defendido pelos filósofos Giordano Bruno e Baruch Espinosa.
  • ·         TEÍSMO: Os deuses para além da Natureza, alguns são considerados como Deuses Mentais e outros como Deuses Completos, cujas funções são de padroeiros, influenciadores e guardiões, cujos poderes se manifestam nas ações e sentimentos humanos. Sócrates chamava o Deus pessoal de cada pessoa de Daemon, um princípio imanente de chama divina dentro da pessoa.

Quando abordamos o assunto sobre “Deuses” em culturas, sejam elas antigas ou atuais ou interpretações Jungianas somos vistos com maus olhos e como consequência somos rechaçados. Em virtude da ausência de compreensão, do fanatismo e do ódio as idéias e ao diferente e da imposição do monoteísmo na sociedade.


Desta forma não devemos impor nossas ideias mas aceitar e nos enxergarmos nos outros e nos inspirarmos em suas virtudes e vidas  morais, pois idéias são imortais e atemporais.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Arautos de eventos espíritas!! Modelem-se nas proezas da RAE-TV ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Os gêmeos ante o afeto e a hostilidade na família ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: A pornografia é o erotismo vazio de amor ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Ela, a “dona” do corpo, tem o direito de matar o bebê no útero? ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Sofrimentos e doenças são heranças de nós mesmos ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Como enfrentar as “culpas” e desculpas? ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Relação entre o nome e o destino das pessoas ( Religião Outras - Luisa Lessa )

:: Angústia, consciência e reencarnação ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Será que há espíritos de “crianças” nos domínios do além tumba? ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Jesus é a sublime síntese do Amor ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: A dor é o chamamento ao cultivo do amor ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: O passe não modifica as coisas, para nós, mas pode modificar-nos a nós em relação às coisas ( ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: A criança livre é a semente do malfeitor ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Fábulas da carochinha e o ancestral “espiritismo” à brasileira ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Bullying e desencarnações prematuras ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Abrigar e conviver com todos ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: O “dia dos mortos” igualmente deve ser um dia de reverência à vida ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: O “Pacto Áureo”, um livro, uma estratégia, um arremedo doutrinário ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: “Armar” a população é inútil; “Amar” o povo - eis o caminho da paz ( Religião Outras - Jorge Hessen )

:: Os sucessivos intervalos no desenvolvimento do Espiritismo ( Religião Outras - Jorge Hessen )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo