-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Crônicas e Poesias
 
Jorge Azevedo

[ Jorge Azevedo ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Paisagista, Decorador, Professor e Poeta

 

Pena, piedade, comiseração

Terminei de ler um artigo, mais uma vez estou aqui a falar de Lula, a falar de lulistas, a falar de PT, a falar de petistas. E, após ter lido o artigo, cresceu em mim, não, a não aceitação, de ver em Lula um grande estadista. Deu-me a certeza de que estamos diante de um homem digno de pena, de piedade, de comiseração.

No artigo, Lula e seu séquito, analisam a atuação de Temer, falam golpe e conclamam seguidores unirem-se em torno da inscrição impossível de Lula como candidato à Presidência da República. E bradam "Lula é a solução, Lula é a salvação!".

Ora, pensei, para sair da crise necessárias são, ideias inteligentes, projetos práticos e ágeis, habilidade intelectual encontrada em mentes privilegiadas e voltadas para os raios e diâmetros da honestidade. Necessário se faz pessoas com senso analítico acentuado e quando me vem a lembrança de que Temer passou por quase dez anos ao lado de Lula, de Dilma e do séquito petista e nenhum observou em Temer, risco de golpe, clareia-me a certeza de que Lula e seu séquito são dignos de pena, de piedade, de comiseração. Temer tripudiou deles, fez deles gato e sapato por quase dez anos, transitando invisível sendo visto por todos?

Como podemos confiar em um presidente que sempre declarou nada saber do que acontecia na sala ao lado da sua no Palácio da Alvorada? Como confiar, novamente, em um presidente, que, quando presidente, somente se cercou da escória política de técnicos e políticos ávidos e aptos a qualquer expediente criminoso e corrupto para a perpetuação de uma situação de achaque à empresas sustentadoras do mundo econômico do país que o tinha como presidente? Prova da inabilidade, incapacidade investigativa, personalidade analítica, quase todos amigos e auxiliares do ex presidente, por benevolência não direi todos, ou estão presos, ou libertados por condicionamentos, ou indiciados, ou libertos ainda por obra e graça do tal foro privilegiado.

Tão astutos e sábios são os "companheiros" de Lula, inclusive o próprio, não perceberam que o inimigo estava na cadeira ao lado? Tão astutos são e não perceberam que os risinhos camuflados do Temer, enquanto par nas mesas deles, mereciam ser investigados? E durante quase dez anos Lula e seu séquito seguiram ao lado de Temer e Temer esteve ao lado deles e nenhum percebeu que o inimigo estava sentado na cadeira ao lado? Ou o Temer é mais astuto que todos, ou todos são tão idiotizados que não merecem outra oportunidade para dirigir uma nação com a estrutura do Brasil.

Ora, como posso acreditar que um séquito desse tem condição de governar um país como o Brasil, mergulhado em crise tão profunda e grave, levado à essa crise por esses que pensam em voltar, se eles não possuem argúcia para desconfiar que o inimigo está ao lado deles, guardando deles todas as fraquezas do grupo? E a afirmação continuada da execução de golpe, é mais um motivo para não confiarmos na capacidade deles. Foram cegos e surdos, não foram observadores para os passos de quem caminhava com eles por todos os espaços, dia e noite por quase dez anos. Precisamos, para sair desta crise, de alguém inteligente, já foi provado que ser presidente, por ser esperto, não é o que precisamos.

Lendo o artigo, onde Lula expõe suas opiniões sobre o presidente Temer e sua administração, alimenta e se fortalece em mim, cada dia mais, a certeza de que se precisamos de alguém inteligente, perspicaz, observador e atencioso para tirar o Brasil do poço de lama levado pelo PT e seu séquito, esse alguém não é Lula.

Lula não teve inteligência para ser presidente, não tem legitimidade para ser candidato, não possui qualificação moral para entrar novamente, pela porta da frente, do Palácio do Planalto. Por esperteza entrou uma vez, por esperteza deveria jogar a toalha e não falar mal de Temer, falando mal se torna digno de pena, de piedade, de comiseração. Por quase 10 anos Temer foi mais esperto que Lula e seu séquito, já que o séquito de Lula reconhece, "Temer aplicou um golpe" de mestre em todos eles. E todos eles, em duas oportunidades votaram na chapa onde Temer aparecia, indicado por eles.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Bolhas de plástico ( Crônicas e Poesias - Elisabeth Camilo )

:: Reencontro com um cavalheiro muito elegante ( Crônicas e Poesias - Carla Elisio )

:: Na mesa de audiência ( Crônicas e Poesias - Carla Elisio )

:: Quê?! ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Desmoralização do Brasil ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Pena, piedade, comiseração ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Um pequeno príncipe sonhador ( Crônicas e Poesias - Fabiana Barros )

:: Tanto lá como cá ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Quero ser alguém na vida ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Tecido Social ( Crônicas e Poesias - Fabiana Barros )

:: Para onde vão as flores mortas ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Frutas podres na feira ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Decadências ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Forte, fortaleza ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )

:: Vida é algo que ainda nem sei. ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Crisálida ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Borboletas e poesia ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: Bonecas de carne ( Crônicas e Poesias - Osvaldo Heinze )

:: A minha arte de lidar com o mundo ( Crônicas e Poesias - Fabiana Barros )

:: Eu, um privilegiado ( Crônicas e Poesias - Jorge Azevedo )
 
 
LiveZilla Live Chat Software

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo