-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Cidades
 
Mauro Moura

[ Mauro Moura ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Produtor Cultural

 

Escola Zé Batista - Minas Gerais

“Quem aprendeu de verdade a lição do velho Grupo de Itabiraestá preparado para a cidadania, o amor, a paz, a Justiça, a Liberdade.”Carlos Drummond de Andrade. 
Passei boa parte da minha infância no Zé Batista, guardo boas recordações daquela escola em que definitivamente entrei no mundo do “be-a-bá” e da leitura.

Na época tinha o nome de Grupo Escolar Cel. José Batista, sendo a segunda escola pública implantada em Minas Gerais com a denominação “Carvalho de Brito”, adotando o novo nome em homenagem a um itabirano ilustre, o Cel. José Batista Martins da Costa, que foi o administrador municipal por vários anos, cargo este equivalente a prefeito municipal.

Nesta escola passaram várias pessoas importantes, dentre elas todos os meus irmãos, meu pai, tios, primos, além de Drummond, minha querida mãe que lá lecionou por muitos anos até se aposentar e de lá ainda mantenho vários amigos.

Este mês de Outubro, mais precisamente no dia 19, é o centenário de implantação da escola Zé Batista e é bacana saber e sentir isto, que algumas coisas conseguem perdurar neste nosso Brasil varonil de curtas memórias e quase nenhuma preservação da história. Cito ainda a Irmandade Nossa Senhora das Dores e a minha querida Banda Euterpe Itabirana, ambas instituições centenárias e a escola Zé Batista que agora passa a figurar desta lista.

Naquela época, aos meus olhos de criança, era um prédio enorme e no seu frontispício tinham pintado o seu nome e ano de fundação, 1907, assim sendo eu me sentia garboso em estudar numa escola bem antiga, coisas de criança.

A minha primeira professora é uma prima da minha mãe, Dª Olinta, muito séria e de poucas palavras tal qual a prima dela e a segunda foi a Dª Deyse, apesar de senhorita, mais espontânea e conversa mais fácil, ambas excelentes mestras.

No pátio escolar, na hora do intervalo, era uma correria desenfreada e promovíamos lá um verdadeiro “ranca toco” com bolas de papel improvisadas e de quando em vez pulávamos o murro para aproveitar dos pés de jabuticaba com os seus saborosos frutos, estes estão lá até hoje também.

Parabéns Zé Batista!


=+=+=+=+=+=+=+=+=+=+=+=+=+=


FRUTA   FURTO


Carlos Drummond de Andrade


Atrás do Grupo Escolar ficam as jabuticabas

Estudar, a gente estuda. Mas depois, ei, pessoal: furtar jabuticaba.

Jabuticaba chupa-se no pé

O furto exaure-se no ato de furtar.

Consciência mais leve do que asa ao descer,

volto de mãos vazias para casa.

 





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Sistema Municipal de Cultura de Itabira ( Cidades - Mauro Moura )

:: O Amor meio correspondido ( Cidades - Mauro Moura )

:: Ariano Suassuna, Ouro Preto e a Cadela Branquinha ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: Exemplo a ser seguido pensando na segurança dos usuários de bancos ( Cidades - Wallace Moura )

:: Participe bella do 40º Festival de Inverno de Itabira ( Cidades - Mauro Moura )

:: Ouro Preto, Trânsito e a Casa da Mãe Joana ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: Segundas-Feiras em Ouro Preto: desmotivação para turistas e perda imensa de receitas a partir do turismo ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: Pra frente, Brasil. ( Cidades - Mauro Moura )

:: Viver em Ouro Preto ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: A Sociedade do Espetáculo II ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: PAC das Cidades Históricas, Itabira continua em esforço de guerra ad eternum ( Cidades - Mauro Moura )

:: Duplicação da BR 381, remendo em pano velho ( Cidades - Mauro Moura )

:: Itabira em esforço de guerra ad eternum ( Cidades - Mauro Moura )

:: Recife e Salvador são as cidades mais difíceis de conseguir emprego ( Cidades - Isis Nogueira )

:: O grande baile, as princesas e o príncipe da paz ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: Ouro Preto - A Cidade sem Semáforos ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: A SMACON e seus paradigmas ( Cidades - Mauro Moura )

:: Presente de final de ano ( Cidades - Mauro Moura )

:: Incêndios em Ouro Preto ( Cidades - Elisabeth Camilo )

:: Jardim de plástico ( Cidades - Mauro Moura )