-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Meio Ambiente
 
Fabio Cardoso

[ Fabio Cardoso ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Formado em Comunicação Social e Ciencias Contábeis e amo escrever.

 

As obras que destroem as obras de Deus

A natureza a cada dia perde espaço em nome do crescimento na Zona Oeste. É comum surgirem grandes condomínios nas áreas verdes da região que, por ironia, são chamados de jardins ou bosques. Isso deve ser para amenizar a culpa daqueles que só pensam no progresso e no capitalismo e esquecem da preservação da vida.

A derrubada das árvores é um crime que o homem comete contra a sociedade sem pensar nas conseqüências que sofrerão as futuras gerações. E o pior é que as autoridades sabem que essas interferências afetam em grande parte as crianças. A saúde que deveria ser preservada antes terá que ser cuidada depois. Eles destroem a natureza para construir fábricas e matam o remédio que poderia salvar vidas.

Se fizermos um balanço da história da Zona Oeste vamos descobrir que o saldo vai dar negativo. Nós perdemos muito e o que ganhamos foi pouco. O bairro de Campo Grande que no século passado foi considerado um  dos maiores produtores de laranjas do Brasil, hoje dificilmente abasteceria um supermercado.

O bairro de Guaratiba, conhecido pelo verde de sua mata e por suas belas praias já está com seus dias contados. Por ser próximo à Barra da Tijuca e com grande área desabitada tornou-se o “filé” do momento pelas construtoras cariocas. Este casamento das áreas verdes com as praias é uma tentação para os “gigolôs  imobiliários” que sabem que ali a venda é garantida.

O desequilíbrio no ecossistema esta afetando os animais que por falta de opção estão invadindo as residências para um refúgio. Cães, gatos e canários estão sendo obrigados a conviverem com micos, gambás e até cobras. Os moradores acabam tendo que testemunhar essa relação pouco amigável e que provoca receio.  

O problema é tão grave que nem mesmo os políticos resolvem e na maioria das vezes são eles os verdadeiros culpados. Há falta de fiscalização e grande quantidade de licenças liberadas para a construção dos futuros “bosques de tijolos” na Zona Oeste. Os governantes estão mais preocupados com as Secretarias de Obras do que com as de Meio Ambiente e nem percebem que a bomba acaba por estourar mesmo é na Secretaria de Saúde.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Passeio nas nuvens ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Dia Universal da Água – 22/03 ( Meio Ambiente - Cristiana Passinato )

:: Escola Fisk inova ao converter material didático físico para ambiente virtual ( Meio Ambiente - Isis Nogueira )

:: Educação e Sustentabilidade ( Meio Ambiente - Antonio Carlos )

:: Ajude na preservação do meio ambiente ( Meio Ambiente - Sônia Jordão )

:: O Desequilíbrio Ambiental ( Meio Ambiente - Fabiana Barros )

:: O Período Quente Medieval ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Tietê, que te quero limpo ( Meio Ambiente - Pedro Cardoso )

:: Dá-me um copo d’agua, eu tenho sede ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Mudanças climáticas, breves comentários ( Meio Ambiente - Jorge Hessen )

:: Água: a matéria-prima para o consumismo capitalista ( Meio Ambiente - Igor Matos )

:: Acidente Ambiental em São José de Mipibu ( Meio Ambiente - Wallace Moura )

:: Haja saco! ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Desejo e Fome ( Meio Ambiente - Débora Paiva )

:: Derrame de petróleo Tristão da Cunha ( Meio Ambiente - Renan Alves )

:: Solidariedade ao Planeta Terra ( Meio Ambiente - Farid Houssein )

:: A vida de antigamente e o lixo ( Meio Ambiente - Sílvia Sena )

:: A casa de todos nós ( Meio Ambiente - Ana Paula Lisboa )

:: Herança Maldita - Usinas Nucleares ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Extinção em massa ( Meio Ambiente - Lecy Pereira )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo