-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Meio Ambiente
 
Anderson Lima

[ Anderson Lima ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Aprender, ensinar, mudar e melhorar. Podemos tirar uma lição de tudo o que acontece com a gente, sejam coisas boas ou ruins. E é assim que levo minha vida, um aprendizado contante.

 

A diferença

Falar é muito fácil. Criticar, mais ainda. Mas como é dificil agir e reconhecer que precisamos fazer mais. E a natureza precisa que façamos mais por ela, e por nós!

Que os políticos brasileiros (não sei do caráter da maioria dos politicos de outros países) são aproveitadores isso todos sabem. Que muito é prometido e pouco (ou nada) é cumprido, também não é novidade. Que o meio ambiente sempre foi colocado em segundo plano, isso todos devem ter percebido, ou sentido, mesmo que ainda não tenham percebido. Mas os problemas que os cidadãos enfrentam são culpa somente dos parlamentares e cia?

Não mesmo.  Vou até mais longe: o principal problema do país está na população. Sim, nos "pseudo-cidadãos", aqueles que pagam impostos, fazem compras modestas para não se endividarem e, na maioria, trabalham mais do que três dias por semana, mas esquecem da cidadania. O problema está naquele que joga o lixo nos córregos, na rua. Parece pouco jogar um papel na avenida, mas não é. Depois, quando tem enchente, reclama do governo, "que não faz nada pela população, deixa a cidade abandonada...". Como falei, eles também têm culpa, mas enquanto a população não começar a fazer a sua parte, as mudanças não virão. Esperar que o governo resolva todos os problemas é, digamos, excesso de inocência e ingenuidade.

Muito nos ajudamos ao evitar desperdiçar água, gastar menos energia elétrica, separar o lixo para auxiliar o processo de reciclagem. São medidas simples, mas muito eficazes. Nos sentimos até melhor por ver que não estamos cooperando com a degradação do nosso planeta. Não é ser antiquado levar uma sacolinha na mochila, na bolsa, para guardar o lixo, pelo contrário, é uma atitude louvável, exemplar, pois mostra o quão interessado você é com relação ao planeta em que você vive.

Esses dias, enquanto eu estava no ônibus, vi uma cena interessante. Dois rapazes estavam andando na calçada, do outro lado da avenida e chutaram uma garrafa, dessas de refrigerante, em cima do gramado, e continuaram a caminhada. Andando na direção deles, vinha uma garota que trabalha distribuindo panfletos nos faróis. Ao passar por eles, percebi que ela falou alguma coisa, brava, enquanto eles riam, como se ela tivesse falado algo engraçado. Achei que eles haviam falado alguma "besteira" (traduza-se chaveco barato) para ela, e por isso a irritação da jovem. Mas, logo que ela terminou de esbravejar para os dois, ela se abaixou, pegou a garrafa e levou até o lixo, próximo ao farol onde ela fica. Achei uma atitude bonita, e que deveria ser seguida.

Se você quer viver num mundo melhor, faça sua parte e dê o exemplo. Não diga somente como fazer algo, faça! É muito mais útil. E necessário.

Por hoje é só. Sigo com a minha utópica missão de mudar e melhorar o planeta em que vivo.





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: Passeio nas nuvens ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Dia Universal da Água – 22/03 ( Meio Ambiente - Cristiana Passinato )

:: Escola Fisk inova ao converter material didático físico para ambiente virtual ( Meio Ambiente - Isis Nogueira )

:: Educação e Sustentabilidade ( Meio Ambiente - Antonio Carlos )

:: Ajude na preservação do meio ambiente ( Meio Ambiente - Sônia Jordão )

:: O Desequilíbrio Ambiental ( Meio Ambiente - Fabiana Barros )

:: O Período Quente Medieval ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Tietê, que te quero limpo ( Meio Ambiente - Pedro Cardoso )

:: Dá-me um copo d’agua, eu tenho sede ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Mudanças climáticas, breves comentários ( Meio Ambiente - Jorge Hessen )

:: Água: a matéria-prima para o consumismo capitalista ( Meio Ambiente - Igor Matos )

:: Acidente Ambiental em São José de Mipibu ( Meio Ambiente - Wallace Moura )

:: Haja saco! ( Meio Ambiente - Mauro Moura )

:: Desejo e Fome ( Meio Ambiente - Débora Paiva )

:: Derrame de petróleo Tristão da Cunha ( Meio Ambiente - Renan Alves )

:: Solidariedade ao Planeta Terra ( Meio Ambiente - Farid Houssein )

:: A vida de antigamente e o lixo ( Meio Ambiente - Sílvia Sena )

:: A casa de todos nós ( Meio Ambiente - Ana Paula Lisboa )

:: Herança Maldita - Usinas Nucleares ( Meio Ambiente - Mario Villas Boas )

:: Extinção em massa ( Meio Ambiente - Lecy Pereira )
 
 

 


   



Site administrado pela

Biblioteca ||  Classificados
Sala de Bate Papo