-- Animais & Cia
-- Atualidades
-- Cidades
-- Ciências e Tecnologia
-- Coluna Social
-- Crônicas e Poesias
-- Educacao
-- Empresarial
-- Entretenimento
-- Esportes
-- História e Literatura
-- Humor
-- Informática
-- Internacional
-- Jovens
-- Justiça & Direito
-- Meio Ambiente
-- Pais e Filhos
-- Política
-- Religião Cristã
-- Religião Outras
-- Sexo
-- Terceira Idade
-- Turismo
-- Vida e Saúde
-- X Diversos
.

 
 

Você está em Justiça & Direito
 
Paulo Duarte

[ Paulo Duarte ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
Advogado e Professor de Direito. Pós-Graduado em Direito Penal e Criminologia (Especialista). Componente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional CEARÁ (Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados).

 

Preconceito?

INTRODUÇÃO

Hoje recebi por e-mail a seguinte reclamação que passo a fazer a citação integral do texto entre aspas:
"Depois de Naiá gerar polêmica com um comentário preconceituoso em relação aos judeus, agora foi a vez de Max causar indignação fora da casa. Segundo informações do jornal “O Dia”, o carioca expôs sua opinião sobre aborto e não agradou muita gente.
Na manhã da última terça-feira (10), a apresentadora Ana Maria Braga perguntou aos brothers o que eles achavam do aborto a que a menina pernambucana de nove anos se submeteu após ser estuprada pelo padrasto.
Depois da participação ao vivo, os confinados continuaram debatendo o assunto. “É uma questão de cultura, o Nordeste tem essa coisa de fazer sexo com bicho, com animal. É uma questão cultural e acontece muito com as pessoas menos instruídas”, disparou o artista plástico.
A nordestina Roseli Farias manifestou sua opinião para o jornal carioca. Ela disse que um comentário como este é inaceitável. “Deu a entender que os nordestinos são praticantes de zoofilia e que os mais pobres são estupradores”, afirmou.
Durante a conversa, Ana Carolina percebeu o deslize do colega e chegou a comentar com Naiá que Max deveria ter ficado calado.
VOTE NA ELIMINAÇÃO DO MAX:
http://bbb.globo.com/BBB9/Paredao/Votacao/0,,16405-p-2191,00.html
E MOSTRE SUA INDIGNAÇÃO AO FEITO DESSE INÚTIL MORTAL."

MAX DO BBB


Eu não estou assistindo esse BBB9, mas não acho que se deva odiá-lo e chamá-lo de inútil, mas penso que se for verdade o que ele falou, quem gostar de votar e participar tem um bom motivo para excluí-lo do jogo, mas cuidado, pois pode ser algum tipo de armação de outro que está na disputa. Eu não sei se o que foi publicado sobre o MAX é verdae, sei que torcia por ele...

 

1. CONCEITO E DEFINIÇÃO DE PRECONCEITO


Para a Enciclopédia livre Wikipédia o “Preconceito” é definido como um juízo preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude discriminatória perante pessoas, lugares ou tradições considerados diferentes ou "estranhos". Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém ao que lhe é diferente. As formas mais comuns de preconceito são: social, racial e sexual.
De modo geral, o ponto de partida do preconceito é uma generalização superficial, chamada estereótipo, exemplo: "todos os alemães são prepotentes", "todos os americanos são arrogantes", "todos os ingleses são frios", "todos os baianos são preguiçosos", "todos os paulistas são metidos", etc.
Observa-se então que, pela superficialidade ou pela estereotipia, o preconceito é um erro.
Entretanto, trata-se de um erro que faz parte do domínio da crença, não do conhecimento, ou seja ele tem uma base irracional e por isso escapa a qualquer questionamento fundamentado num argumento ou raciocínio. Agora podemos perceber porque há tanta dificuldade de combatê-lo.



2. IGNORÂNCIA E MEDO DO DESCONHECIDO


“O preconceito é filho da ignorância”. Fonte: "Sketches and Essays". Autor: Hazlitt , William

O preconceito nada mais é do que, na verdade, uma forma de autoritarismo social de uma sociedade doente. Normalmente o preconceito é causado pela ignorância, isto é, o não conhecimento do outro que é diferente. O preconceito leva à discriminação, à marginalização e à violência. Estas atitudes vem acompanhadas por teorias justificativas. O racismo e o etnocentrismo defendem e praticam a superioridade de povos e raças.

 

3. EXEMPLOS DE PRECONCEITOS EM NOSSA SOCIEDADE


Preconceito à outra cor - É denominado de racismo e existe principalmente em relação à negros. No Brasil, surgiu com a escravidão e é muito presente até hoje, apesar de a escravidão ter sido abolida em 1888. Há também o racismo contra brancos, amarelos, vermelhos, pardos etc...
Preconceito contra loiras- Quem nunca ouviu uma piadinha sobre loiras burras?
Preconceito à outra religião - Hoje em dia, o maior exemplo deste preconceito são os conflitos no Oriente Médio. A luta entre judeus e islâmicos custa dezenas de vidas diariamente. Grupos extremistas no Iraque matam inocentes cruelmente somente porque são de outra religião.
Preconceito contra as mulheres - É denominado de machismo e existe por causa do antigo papel das mulheres como dona de casa. O machismo gera muita mágoa porque vários homens não reconhecem a capacidade das mulheres de fazerem algo diferente à costurar e cozinhar.
Preconceito quanto a classe social - Ricos discriminam pessoas de baixa classe social, com famosas frases do tipo: Isso é coisa de pobre..", ou vice-versa.
Preconceito contra pessoas de outra orientação sexual - Homossexuais e bisexuais são muito agredidos moralmente e até fisicamente só por não serem "iguais". É uma triste realidade, tanto que vários escondem sua preferência sexual.
Preconceito contra pessoas de outras regiões de seu país – apelidando-os nordestinos de “paraíbas” ou “baianos”. Gaúchos são todos gays (duplo preconceito), baino sempre é preguiçoso.
Preconceito contra pessoas de outra nacionalidade - A maioria dos brasileiros critica os norte-americanos, apesar de estar sempre os imitando. Brasileiros sofrem de preconceito em outros países, assim como muitos estrangeiros são discriminados no Brasil. Precisamos aprender que nem todo português é burro e nem todo brasileiro é malandro. A exacerbação deste tipo de preconceito leva ao ódio por certos estrangeiros (xenofobia).

 

 

CONCLUSÃO


Nunca é tarde para abrirmos mão dos nossos preconceitos. Fonte: "Walden" Autor: Thoreau, Henry

Devemos combater e rechaçar qualquer tipo de preconceito que discrimine e que tente inferiorizar qualquer semelhante. Somos todos filhos de Deus e estamos todos no mesmo barco que se chama Universo.
Por que se julgar tão melhor ou superior? Para que agir de forma preconceituosa, já que isso só traz malefícios?!
Devemos pensar, agir e cobrar dos outros seres humanos que abominem a prática do preconceito que leva a prática de outros males piores, como o racismo ou idéia de superioridade de alguém sobre outrem.

Sugiro proceder como assevera o nobre sociólogo português Boaventura Souza Santos, pois vamos dar e exigir: “Direitos iguais quando a diferença inferioriza, e direito de ser diferente quando a igualdade descaracteriza”.

Isso é ser “humano e justo”!





Você gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos:

 
Facebook
Twitter: Google+

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
s
s
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botão de comentário acima irá acionar o colunista para te postar uma resposta sobre o comentário. Ou, se preferir, comente usando seu perfil do Facebook:




:: A Responsabilidade Civil do Advogado pela Perda de uma Chance ( Justiça & Direito - Carla Elisio )

:: Injúria qualificada pelo preconceito X Racismo ( Justiça & Direito - Paulo Duarte )

:: O Juridiquês ( Justiça & Direito - Paulo Duarte )

:: Um tal de Feliciano e a Boate Kiss: frutos proibidos, símbolos, metáforas e metonímias sociais ( Justiça & Direito - Marcelo Caetano )

:: Qual o direito de uma mãe que tem um filho sequestrado? ( Justiça & Direito - Isis Nogueira )

:: Thor Batista, matou, mas tem a carteira de volta ( Justiça & Direito - Wallace Moura )

:: Cidadania perneta ( Justiça & Direito - Nylton Batista )

:: Infanticídio ( Justiça & Direito - Carla Elisio )

:: Temporariamente Constitucional ( Justiça & Direito - Mario Villas Boas )

:: Compras: Direito a Troca do Produto ( Justiça & Direito - Paulo Duarte )

:: Assistência à Acusação ( Justiça & Direito - Mario Villas Boas )

:: Fotografia e Direitos Autorais ( Justiça & Direito - Wallace Moura )

:: Incentivos Fiscais do Programa Nacional de Apoio à Cultura - Pronac ( Justiça & Direito - Marco Chagas )

:: Resolução veda a apropriação de crédito do ICMS ( Justiça & Direito - Marco Chagas )

:: Inclusão de Inadimplentes em Registro de Banco de Dados ( Justiça & Direito - Marco Chagas )

:: Doce Pré-Sal ( Justiça & Direito - Mario Villas Boas )

:: Rateio de Despesas e a Tributação ( Justiça & Direito - Marco Chagas )

:: Impunidade e Corrupção ( Justiça & Direito - Mario Villas Boas )

:: Penhora - Proventos da Aposentadoria - Sócia Minoritária ( Justiça & Direito - Marco Chagas )

:: Seguro para acobertar responsabilidade civil de administradores ( Justiça & Direito - Marco Chagas )